Diário da Manhã

Saindo das sombras

                A nossa crise política é patética. Há alguns meses o Brasil foi convocado a sair às ruas com o intuito de desacreditar a Presidente e acabar com o partido dela. Além disso, havia uma grande avidez por encontrar culpados pela corrupção gigantesca na Petrobrás. Um herói foi alçado à categoria de celebridade na figura do Juiz Sérgio Moro. Daí pra cá surgiram das sombras algumas figuras obscuras, que protagonizaram episódios constrangedores.

                Um ator de filmes pornô e adepto de sexfunk exibiu seus músculos e tatuagens no gabinete do Ministério da Educação, a fim de dar instruções sobre como devem ser as políticas educacionais. Mostrou-se conhecedor da Escola sem Partido e outras baboseiras que derramou sobre a mesa do ministro, recebido que foi como se autoridade fosse. Não consigo esquecer esse fato. O maior problema do fortão, é não conseguir contabilizar quantas intercorrências sexuais, violentas ou não, quantas orgias ele conseguiu perpetrar durante sua interessante vida.

                Em paralelo, surgem no cenário, dois garotos promotores do thatcherismo, apelido usado como argumento glamuroso para o simples anti-petismo. Eles foram recebidos nas ruas como estrelas da política brasileira. Saíram da obscuridade dois neo- fascistinhas financiados por entidades estrangeiras. Eles negam!

                Na contramão dessa orgia urbana, o povo conseguiu ou tentou desmoralizar algumas biografias. Paulo Feire teve seu nome colocado em cartazes de forma desrespeitosa, enquanto o mundo o estuda e adota suas ideias, num flagrante teatro de horrores. Chico Buarque, aquele artista que ofusca com sua inteligência e integridade intelectuais e artísticas os medíocres deste país, é atacado na rua e sua atuação é arrastada na lama da ignorância. Que tristeza!

                Após o circo, angariamos um novo governo. Estávamos na China quando da visita do novo presidente àquele país. Em uma solenidade, um empresário chinês, para saudá-lo, chamou-o de Mister Fora Temer, acreditem. De lá pra cá fomos inundados por uma onda de #foratemer. Ainda sentimos umas marolinhas de hashtags nesse sentido, mas, como bons brasileiros, fomos arrefecendo nossa indignação. As sucessivas tentativas de compor seu governo fizeram de Temer um fantoche comandado por seu partido, cujas indicações promoveram uma dança das cadeiras macabra. A dança continua acontecendo por falta de alternativas com credibilidade suficiente para compor um grupo que funcione.

                Não existe governo perfeito. O anterior pecou feio em muitos aspectos. Particularmente acho que a Presidente Dilma não deveria ter se candidatado à reeleição, por que dessa forma o desgaste de seu nome teria sido evitado. Acredito que deve haver alternância saudável, para arejar a política e dar oportunidade ao contraditório.

                Meu medo é a dancinha, gente! O entra e sai de ministros, as suspeitas que pairam sobre as cabeças coroadas do congresso nacional, a atuação a passos de tartaruga do STF, a aprovação de um ministro que atuará em consonância com o governo Temer dentro do órgão. O passado desse ministro foi exaustivamente esmiuçado antes e durante a sabatina para sua aprovação, a fim de dar oportunidade para o cinismo escancarado de negar plágios acadêmicos, participação em ações jurídicas em favor de facções criminosas, entre outras coisas.

                Temo chegar um tempo em que as personalidades tropicais bombadas sejam finalmente incensadas por falta de alternativas e transformadas em cargos na educação, nas relações exteriores ou o raio que os parta. É a treva! O jargão é apropriado par ao que há de mais reles neste país.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027