Diário da Manhã

Outros ataques

Vivemos outros tempos. Parece que a cada dia vamos ser atacados por algo ou alguém. Acordamos aos sobressaltos. O medo parece ter tomado conta da maioria da população. Essa atmosfera foi criada a partir das incompetências dos governos. E também da maldade da quadrilha governante. É lamentável que tenhamos de viver assim. E tão dependentes dos governos. Muitos inimigos foram criados para nós outros. O mais incrível é que alguns dos inimigos são invisíveis. Temos aquela sensação de algo ruim por perto. Alguns têm fobia de sair de casa. Outros têm medo de sair à noite. A insegurança vem de todos os lados. Precisamos tentar identificar os nossos inimigos. Temos inimigos externos e internos. Estes últimos nós mesmos criamos. Muitas vezes por pressões externas. São as fobias modernas. Os fantasmas estão na nossa imaginação, mas os criamos porque há pressão externa. E também porque somos frágeis. Um exemplo é a insegurança pública generalizada em todo o país. O clima criado entra dentro na nossa cabeça e das nossas casas. Então os psiquiatras enchem seus consultórios, porque cada um quer um medicamento para amainar o sofrimento. A consequência foi o aumento exagerado do consumo de antidepressivos e ansiolíticos. A indústria farmacêutica faz a festa. Às vezes paro para pensar e acho que a gestão pública deseja isso. Mais o que isso: planeja tudo isso. Um povo com medo aceita tudo. Não acredito que, ao longo dos últimos trinta anos, não houvesse qualquer previsão do caos hoje instalado. Acho que a situação hoje criada foi dolosamente planejada. Não há problema social que justifique. Abordemos outros motivos para o terror instalado nesta terra de Cabral. O segundo motivo está ligado ao primeiro. Os mais débeis, aqueles que não têm influência política ou poder, estão com fobia de perder seus empregos ou salários. Nas últimas décadas todos os governos fizeram reformas restringindo ou retirando direitos conquistados desde Getúlio Vargas. Repetindo: essa atmosfera de insegurança cria diversas doenças mentais. É tão verdade que basta fazer uma pequena retrospectiva histórica. Antes da década de noventa praticamente não se falava em depressão e doenças correlacionadas. Seguindo o raciocínio, os governos também não querem um povo educado. É certo que um povo acuado e com medo é mais fácil de dominar. É o que acontece no Brasil há décadas. Os brasileiros e brasileiras sobrevivem ainda com a força espiritual que muitos têm. Sem essa força moral e espiritual muitos estariam na rua, mendigando como vemos outros todos os dias. O povo inteiro estaria atirado aos vícios mais fortes, criando uma legião de zumbis, como vemos grupos em grandes cidades. Como a sociedade vai reagir, quando há esse clima de dominação e de medo? Pagamos cada vez mais impostos. O governo não corrige a tabela do IR, enquanto cria e aumenta outras alíquotas. Diminui os nossos salários. Quer aumentar a contribuição previdenciária, sem reajustar os salários dos trabalhadores. Acho que as manifestações públicas ainda são muito tímidas e fracas. Os governos estaduais e federais parecem não se importar com isso. E sequer abordam o tema da saúde mental, que é tratada com prioridade em outros países. Parece que eles desejam um povo doente, fraco, mal educado e escravo. Mas isso já causou revolução em outros países. Alguém lembra como começou a revolução russa? Aqui não queremos nenhum tipo de socialismo ou comunismo. Mas o governo deposto já implantava o socialismo cubano, que ainda é pior. Estamos noutro momento, mas a filosofia de amedrontar a sociedade continua. Pode mudar a sigla, mas não muda o modo de governar. A última bomba de Brasília veio ontem: OS RÉUS E INVESTIGADOS DA LAVA JATO ARTICULAM PROJETO PARA ANISTIAR SEUS CRIMES DE CAIXA 2. Se fosse piada, até que seria engraçada. Alô povo brasileiro! Vamos esmorecer e esquecer a luta? Estamos no meio do fogo cruzado.  

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027