Diário da Manhã

A “faixa de Marau”

                Penso que a maior parte dos motoristas da minha geração aprendeu a dirigir na faixa de Marau, denominação corrente para a RS 324 entre Passo Fundo e Marau. Havia bilitz da Polícia Rodoviária, mas isso não assustava aquela turma sedenta por velocidade e vontade de driblar a vigilância dos pais e da lei. Levante o dedo quem nunca.

               Na década de sessenta a estrada era um perigo! Cheia de curvas perigosas e sem acostamento, ela foi palco de demonstrações de velocidade por parte de jovens, que, como eu, fizeram lá sua estreia ao volante. Desde então, as notícias de tragédias se multiplicam. As várias notícias de duplicações e melhorias são recorrentes, mas ela continua sendo um desafio para quem a utiliza. Mas para as pessoas mais velhas a “faixa” está viva na memória dos que fugiam da faculdade para a grande aventura da velocidade e da transgressão, tão comuns naqueles tempos. Vivíamos um regime ditatorial, mas isso, para a maioria, passou batido, todavia, a religião e a família ditavam normas rígidas, que vez ou outra, ousávamos esquecer.

               Dessas aventuras juvenis lembro de dois episódios marcantes. Juro que em uma Simca Jangada consegui fazer a curva do Bier a 80. Muitos duvidaram mas meu cunhado Joelson confirmou. Outro fato foi a corrida relâmpago que o Mingo (meu namorado) ousou, para roubar uma rosa linda da praça de Marau. Ah, foi tão romântico!

               Vivemos perigosamente enquanto trabalhávamos o dia todo, estudávamos com afinco e ajudávamos nas despesas da casa. Fomos jovens responsáveis e irresponsáveis, o que parece um paradoxo. Analisando nossas atitudes, acredito que não saímos do padrão que move os adolescentes no mundo. Éramos superpoderosos, eternos! As muitas vidas perdidas na estrada nunca aconteceriam conosco. Compreender isso ajudou-me a entender o processo de adolescência dos filhos que tivemos, o Mingo e eu. Temos a mania de julgar os adolescentes esquecendo-nos do que fomos.

               A “faixa de Marau” passados tantos anos continua matando. Têm sorte os que, irresponsáveis como eu, escaparam de morrer. É difícil assimilar o descaso com essa estrada tão usada por estudantes, trabalhadores que, em grande número, deslocam-se pelas curvas ainda sem duplicação, apesar de, em alguns horários, ficar entupida de carros, ônibus, caminhões. Há quem se elege prometendo melhorias, duplicação, tapa-buracos. Há quem acredite que, finalmente, Marau e Passo Fundo sejam cidades cujo tráfego integre de forma segura, cidades que são irmãs.

               Temo que acabemos anistiando, como sempre, os aproveitadores que conseguem manter cargos e mandatos, mesmo que mintam, que façam promessas fáceis, enquanto ignoram as cruzes cravadas ao longo da estrada. Temo que, nas próximas eleições, continuemos votando nos mesmos políticos, que contam com a nossa ingenuidade histórica.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027