Diário da Manhã

Queda?

Queda?

Vejo estampado no rosto dos torcedores pouca esperança quanto à permanência no Esporte Clube Passo Fundo na Série A do Estadual. Nas redes sociais, então, a queda parece ser algo concreto e, inclusive, já rolam montagens – ou memes – aliando o Tricolor à Divisão de Acesso. Pois bem, tal sentimento ficou mais evidente após o 0x0 com o Cruzeiro, em pleno Vermelhão da Serra, no último domingo. O outro 0x0 da semana, na quarta-feira em Veranópolis, pode ter sido insuficiente para manter o Tricolor entre os grandes do Estado. Hoje, somente um milagre – bater os bons Caxias e Brasil – evitarão a queda. Cá entre nós, vencer dois jogos é uma missão que até agora o time não conseguiu em nove rodadas... Há quem diga que a queda é questão de tempo.

Motivos

Muita gente questiona o que teria levado o EC Passo Fundo a fazer campanha tão fraca no Gauchão, a ponto de ser o lanterna. Bem comecemos pela mudança na presidência e sua posterior filosofia de trabalho. Não que atual gestão seja de todo errada: penso, apenas, que o modelo adota não foi o certo. A falha mais gritante, acho, foram as escolhas do departamento de futebol, entregue a um gerente que não resistiu à crise. Em cadeia, vieram más escolhas nas contratações de jogadores e mesmo decisões quanto ao comando técnico. Paulo Porto, por exemplo, foi demitido enquanto sabia-se que o desempenho da equipe não era de todo ruim – mas o grupo de jogadores escolhido, com suas deformidades, teve aprovação do antigo técnico.    

Esperança verde

A semana foi agitada no outro lado futebolístico da cidade. É que, oficialmente, foi apresentado o plantel de jogadores do Sport Club Gaúcho para a disputa da Terceirona. A olhar pela nominata, a surpresa fica pelo pequeno número de remanescentes do ano passado – apenas quatro jogadores. Em parte, o sucesso do vice-campeonato e da bela campanha de 2016 ajuda a explicar tal desmanche: União Frederiquense, Inter de Santa Maria e Guarany de Bagé contam com ex-alviverdes. Há também, o fator “escolha”. Os nomes contratados foram definidos a dedo pela comissão técnica e direção. Apesar de jovens, são jogadores já experientes, mesmo na Terceirona. E o discurso na apresentação deixa claro que, o objetivo agora, é focar somente no futebol e obter o acesso.

Ga-Pas

Hipoteticamente falando, com a queda iminente do EC Passo Fundo e uma possível subida do SC Gaúcho, poderemos ter a volta em 2018 do Ga-Pas. Vale resgatar o histórico do clássico, que teve seu início em 1990. São 17 confrontos, apontando oito vitórias do Periquito e quatro do Galo, com cinco empates. O Gaúcho marcou 27 gols e o Passo Fundo 18. O Ga-Pas não ocorre, entre os profissionais, desde 2011.   

Futsal

Abril terá dois grandes atrativos esportivos na cidade. Enquanto o SC Gaúcho começa o seu caminho na Terceirona dia 2, o Passo Fundo Futsal/ Fasurgs/ Zamil entra em quadra dia 29, na Série Prata. Os jogadores estão em pré-temporada há alguns dias e já participaram, inclusive, de uma competição, a Copa Marau. Ali, ficaram em último lugar, mas contra adversários de respeito. Como o Gaúcho, o Passo Fundo Futsal também vem de 2016 bom (foi semifinalista) e tem como objetivo ascender de divisão. A conferir.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027