Diário da Manhã

Vista grossa!

Fico imaginando como aconteciam as coisas dentro dos frigoríficos flagrados em atos de corrupção, como ficamos sabendo há cerca de uma semana. Primeiro causou-me estranheza o fato de a polícia federal declarar que a investigação sobre as fraudes e a corrupção foram alvo de investigação por dois anos. Como é que pode! De acordo com as primeiras notícias, distribuir carne podre para o mercado externo e interno, usar produtos no mínimo estranhos dentro de embutidos sem que ninguém soubesse é, no mínimo, um paradoxo.

Alguém devia estar fazendo vista grossa, ou toda a rede de funcionários dos frigoríficos, incluindo-se os fiscais, formavam uma quadrilha. Somos um país de cegos, surdos e corruptos, ou a coisa era tão bem feita, que os não envolvidos nas falcatruas trabalhavam lado a lado sem perceber nada.  Certamente a “vista grossa” rolava por ali.

Ouvi hoje, em uma entrevista na Rádio UPF, o que diz o Dr.Elci Lotar Dickel, fiscal do Ministério da Agricultura por 34 anos e professor da UPF, acerca dos fatos. Ele ponderou sobre o que será feito da carne excedente que deixará de ser exportada e que não será consumida aqui dentro: sobre como as pessoas que apostaram na modernização de aviários, cujo investimento é de mais ou menos um milhão de reais e que agora têm incertezas sérias, quanto à colocação de aves no mercado: sobre o milho produzido com destino na produção de rações. O Dr. falou também nos milhares de desempregados que surgirão e engrossarão as fileiras já existentes. A fala dele deixa claro que o acontecido tem consequências em toda a cadeia produtiva.

No referido programa minha cabeça leiga clareou-se um pouco, quando se falou de que a senha usada por um fiscal do Ministério da Agricultura fora fornecida a um ou mais funcionários dos frigoríficos investigados. O teor do programa, na íntegra, está meio vago para mim, que, distraída e cansada da ginástica, acabou meio difuso, mas esse dado é esclarecedor.

Então quer dizer que alguém certificava os produtos, sem embasamento científico, além de tudo mal intencionado e parte de uma quadrilha de fraudadores e corruptos?  Então ele podia fazer contatos com o Ministério da Agricultura? Como assim, e ninguém sabia? E se sabia, por que não denunciou, para que, em procedimentos internos todos os envolvidos fossem responsabilizados, demitidos, exonerados com abertura de processo administrativo? Não seria esse o procedimento correto?

Então quer dizer que, em se tratando de comida, uma investigação precisa de tanto tempo para desbaratar um esquema que mata, que sequestra a saúde de consumidores, que acaba com conquistas de mercado? Entendi com tudo isso, como se pode denegrir um país, já tão conflagrado politicamente e em consequência, economicamente, por causa da ganância de uns poucos políticos e funcionários aproveitadores.

Conheço alguns fiscais e vi o nascimento da inspeção de carnes aqui na nossa cidade. Percebi o esforço do Dr. Edson Nunes e sua equipe na ocasião, em vencer as resistências, para finalmente estabelecer critérios para o abate de animais e a devida colocação no mercado. Vi a forma higiênica com que os produtos dos pequenos agricultores ganharam credibilidade na nossa maravilhosa Feira do Produtor. E é isso que queremos! Queremos fiscalização, queremos acompanhamento  dos que criam gado, queremos abate de animais sem o uso de métodos causadores dor e sofrimento e, finalmente,  precisamos confiar no que servimos à mesa.

Sobretudo, queremos que os nascedouros da corrupção sejam sistematicamente identificados, denunciados, para que não passem de embriões que devem ser abortados, antes que acabem com os sonhos dos cidadãos sedentos de saneamento em todos os níveis.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027