Diário da Manhã

Qual é a cara do Brasil do FHC, do Lula e da Dilma?

Quando se trata de avaliar do Brasil redemocratizado costumo deixar de fora o período do José Sarney (ascende pela morte de Tancredo Neves) e Collor de Melo por serem da velha direita: deles nada se esperava. Já Itamar Franco, merece aplausos pelo Plano Real que aprumou a economia.

Assim, sobram para análise 22 anos dos governos tidos como de esquerda: FHC, Lula e Dilma. E intriga não existir nada sério escrito pela intelectualidade para avaliar o Brasil de hoje a partir de duas décadas dos homens e da mulher que “tinham vontade politica” para nos colocar no País de todas as maravilhas.

A postura da esquerda tupiniquim remente à simbologia dos três macaquinhos surdos, mudos e cegos; trata-nos como a direita nos tratou, ou seja, como babacas. Ela só governou com o olho na urna: quem recorda de algum projeto de Estado do período?

A lista de aberrações é tão grande que o cérebro – do mesmo modo que não processa a grandeza do trilhão de anos luz – acha tudo normal, nada surpreende. Que democracia pode funcionar com 35 partidos políticos sem clausula de barreira? Que país tem TODAS as cúpulas de partidos que estiveram no governo investigadas pela policia? Em que lugar do mundo o caixa do partido comunista é alimentado por capitalistas?

Ficamos pasmos pela guerra na Síria fazer 400 mil mortos em seis anos e nem ligamos que no mesmo período – sob Lula e Dilma – mais de 300 mil brasileiros foram assassinados e 300 mil foram mortos no transito. Nosso sangue  não verte lágrimas! O Brasil dos governos de esquerda arquiva 80% das investigações de homicídios e nossas prisões são masmorras medievais que deixariam o rei Henrique VIII encabulado. Até parece que aqui temos licença para matar. Fica por isso mesmo?

Indago aos meus botões: como os caras das torcidas organizadas, por exemplo, mantem postura correta no estádio se o Procurador Geral da República e um ministro do Supremo Tribunal Federal ficam batendo boca como colegiais no recreio?

Em matéria de vergonhoso e inaceitável desperdício de dinheiro público o gasto para a Copa de 2014, projetada como grande jogada de marketing da esquerda da “boa de vontade” diz tudo: prevista para abocanhar15 bilhões ela engoliu quase 120 bilhões de reais em elefantes brancos, obras inacabadas e roubalheiras. Quem responde quantos milhões de dólares queimamos ao perdoar dividas de ditadores e quanto o BNDES deu para governos corruptos como o cubano e o venezuelano. Ficará por isso mesmo?

Após duas de décadas de governos de férrea “vontade politica” vemos aumentar o analfabetismo funcional entre universitários, o ensino básico namora o caos, pessoas morrem na fila do SUS à espera de simples consulta. Num ranking de 65 países o jovem brasileiro é o que menos lê. No Brasil da Lei Rouanet de frágil estrutura cultural a turma (FHC, Lula e Dilma) foi generosa dando milhões para quem não precisava: Bethânia (2), Cláudia Leite (6), Chico Buarque (4,4). Ficará por isso mesmo?

Quem se lembra de esquema de corrupção tão eficiente como o nosso?

Tais governos, os que mais arrecadam no mundo não devolvem nossa grana em serviços; com cara de pau, tiram 5 dos nossos 12 salários anuais em impostos sobre consumo, patrimônio e renda e dizem que estão a nosso serviço embora nos neguem ensino básico de qualidade, esquema de saúde decente, estrutura de segurança civilizada, estradas, portos e aeroportos confiáveis?

É ou não é de trincar a orelha? E seus asseclas ainda estranham quando algum desavisado diz ter saudade a ditadura...

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027