Diário da Manhã

Coluna Edição 04/05/2017

Enfraquecido

É inegável: muitas pessoas que viram o Sport Clube Gaúcho em campo no ano passado cravam que o time piorou para 2017. E é verdade. A equipe de 2016, de tão forte, chegou à final da Terceirona e só não subiu por um capricho do destino: era o único ano em que apenas o campeão acendia à Divisão de Acesso. Fosse em 2017, o Alviverde subiria – claro, o time do ano passado. Pois, agora, o desempenho é fraco, com apenas 7 pontos em oito jogos disputados, computando aí somente uma vitória. Há o risco, que seria até impensável antes da bola rolar, de uma eliminação para lá de precoce, ainda na primeira fase da competição.

Preocupados

Os torcedores periquitos estão preocupados. Também, pudera: de sete times que fazem parte do Grupo B da Terceirona, seis passam para a segunda fase, que será disputada pelas mesmas agremiações. Convém lembrar que, numa análise pré-competição, o Gaúcho saía-se bem, visto a campanha do ano passado e toda a estrutura física que cerca o time (arena e ginásio). Tais itens, no imaginário do torcedor, seriam determinantes para uma Terceirona memorável em 2017, fato que não vem se confirmando.

Motivos

Pois não nos serve apenas apontar os problemas. Tenos que ver as causas e possíveis soluções. Uma delas está, ao meu ver, exatamente na campanha de 2016: houve valorização de jogadores, de tal modo que mais da metade do time titular migrou para equipes que disputam a Divisão de Acesso. Some ainda a saída (com “aposentadoria”) de nomes como Dudu Favretto e Brasinha, sobram apenas, dos titulares, o zagueiro Bruno e o meia Adílson. A renovação excessiva – com alguma queda na qualidade – é uma causa. Outra: só há um jogador no plantel rodado e com mais de 23 anos entre os 11 iniciais, que é o Adílson. O Gaúcho, hoje, sofre também com a inexperiência. Que aparece, ainda, na comissão técnica, que é dirigida interinamente por Diego Moraes, um profissional acostumado à base e ao serviço de auxiliar. O Gaúcho precisaria reforçar o elenco como um todo com certa urgência.

No ginásio

Que belo espetáculo o visto no último sábado. Confesso que o público (oficialmente, cerca de 500 pessoas) presente ao Ginásio do Capingui e que viu o Passo Fundo Futsal/ Fasurgs/ Zamil estrear com vitória na Série Prata, me surpreendeu. Também o nível do jogo apresentado pelos comandados de Alexandre Boeira pode ser considerado bom, com uma característica inédita: a insistência em bater ao gol, além da liderança nata do craque Nuno.    

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas
O6-6179 Avianca 15:10:00 São Paulo domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027