Diário da Manhã

Um Brasil para o amanhã

O momento histórico brasileiro não tem registros parecidos. Jamais tivemos tanta mobilização em torno da moral. Pode ser que a nossa água não seja tão limpa, para limpar tanta sujeira. Mas é preciso valorizar o movimento social que trouxe valores esquecidos. Temos um governo central extremamente poderoso, sem dar oportunidade aos entes federados. Esse modelo federativo pode ser mudado. É essencial. Mais importante que isso é fazermos uma autoanálise. Podemos criticar e julgar os governantes, mas é preciso refletir sobre isso. A sociedade brasileira não está imune a julgamentos, em razão do que acontece nos governos. É preciso reconhecer que analisamos os políticos de longe, mesmo em época eleitoral. Precisamos estar mais presentes no que acontece na sociedade. Uma das condutas é participar de tudo o que acontece na nossa cidade, apenas para começar. Somos omissos na vida social. A violência acontece porque nós a toleramos. Podemos facilmente constatar. Quando acontecem assaltos, sem lesões físicas, a reportagem da imprensa assinala: ninguém se feriu. Isso é um absurdo. Quando alguém sofre violência, seja de que natureza for, todos nós saímos feridos. Um assalto não é só um assalto. Aprendemos a conviver com isso e achar muito natural, desde que não haja lesões corporais. E os traumas psíquicos? Será que ninguém se preocupa com isso. Será que alguém já ouviu falar de síndrome do pânico? Algumas pessoas tem tanto medo da rua, que não conseguem sair de casa. O assalto ou roubo é uma coisa natural? Podemos começar abominando a violência, seja de qualquer tipo. Assim é que começamos a melhorar a sociedade. Comecemos por abominar a violência na televisão. Nos últimos vinte anos o Brasil experimentou a multiplicação da violência. Menos polícia e mais delinquência. A violência tem algo a ver com a corrupção? Alguém me disse que não. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Vamos ao debate. A corrupção tira dinheiro das funções básicas do Estado. Sabemos quais elas são. Temos carência de verbas públicas para educação, saúde e segurança. As obras públicas engoliram fortunas, todas elas vergonhosamente                         superfaturadas. O objetivo da nossa vida é sermos melhores do que somos. Se admitirmos que a violência física ou psíquica é normal, seria bom refletirmos muito sobre isso. A nossa natureza belicosa estimula a violência. Ela acontece entre jovens nas escolas, em casas noturnas, na rua, em todos os lugares possíveis. A corrupção na verdade na acontece somente no setor público? Alguns bancos privados, por exemplo, quebram porque seus dirigentes roubam. Empresas tomam empréstimos milionários dos bancos oficiais, como o BNDES, e depois quebram. Deixam um passivo para outros pagarem e os proprietários desaparecem. Para existir corrupção é preciso de representante do poder público e alguém do setor privado, pelo menos. Então não é exagero afirmar que essa praga que se instalou no poder, também está bem perto de todos os brasileiros. A ação do Estado, que não se confunde com governo, está tentando depurar a gestão pública brasileira. Os Juízes, Procuradores e Promotores, que atuam em processos como esses, são agentes de Estado. Isso quer dizer que eles representam você, cidadão de bem. Não representam nenhum governo. As garantias constitucionais é que possibilitam ações positivas desses agentes, sem temer uma eventual demissão. O nosso tema é a reflexão sobre as nossas condutas. Além disso, essas reflexões devem se tornar algo positivo. Devemos transmitir aos mais jovens o que é correto, o que é moral, o que pode melhorar a nossa sociedade. A postura ética da sociedade como um todo é que vai melhorar todas as nossas relações. Os criminosos serão alijados do poder. E finalmente poderemos ter um País educado. E pacificado!

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027