Diário da Manhã

Casa da Mãe Joana

Luís da Câmara Cascudo, historiador, antropólogo, advogado, jornalista que se dedicou a estudar a cultura brasileira diz que a expressão “Casa da Mãe Joana” se deve a Joana I (1326-1382), rainha de Nápoles e condessa de Provença. A moça de vida atribulada em 1346  se manda para Avinhão, na França. Garrou estrada porque, segundo alguns autores, se meteu em conspiração em Nápoles que resulta na morte do marido; outros sustentam ter sido exilada pela Igreja por causa da vida desregrada e permissiva.

Em 1347, aos 21 anos (a garota era fogo) Joana regulamentou os bordéis da cidade onde vivia refugiada. Uma das normas dizia: "O lugar terá uma porta por onde todos possam entrar." Transposta para Portugal, a expressão paço-da-mãe-joana virou sinônimo de prostíbulo. No Brasil, o termo paço, por não ser da linguagem popular, foi substituído por casa e Casa-da-mãe-Joana e serviu, por extensão, para indicar lugar ou situação em que cada um faz o que quer, onde impera a desordem, a desorganização. O diz também que tal casa não tem janela nem porta, onde todos entram e saem sem pedir licença, imperando, portanto indisciplina, desrespeito e outras coisinhas do gênero.

Por mera coincidência, atualmente, quando se fala em Casa da Mãe Joana, uma multidão foca o Brasil. Há definição mais adequada para nosso País?

O que aconteceu?

Aos milhões fomos às ruas pelo direito de escolher o Presidente da República. E conseguimos. Zebrou a primeira escolha, mas agimos com altivez e Fernando Collor de Melo foi para o chuveiro mais cedo. Seu vice, Itamar Franco, aprumou nossa economia com o Plano Real, com o que saímos vitoriosos da crise.

Depois elegemos um sociólogo de renome internacional, outro Fernando, desta vez o Henrique Cardoso, que tinha biografia densa, tinha história bonita. Fez xixi fora pinico ao querer dois mandatos e partir para o tudo ou nada no Congresso Nacional para arrumar, de modo pouco republicano, os votos para seu projeto vaidoso.

A seguir veio Luiz Inácio Lula da Silva, também de biografia densa e história bonita, mas foi arriar as calças para o tal do mensalão que desnudou que algo de muito podre existia nos altos escalões do poder.

Após com biografia densa e história bonita elegemos a primeira mulher, Dilma Rousseff, para comandar a Nação.  Para tristeza geral ela se iguala Collor.

Confirmando que as dimensões do caos beira tsunami e que, sim, a Casa da Mãe Jana está em efervescência, o vice Michel Temer propaga a mesma tristeza, assim como governadores, presidentes da Câmara e Senado, parlamentares federais, juízes das altas cortes e as cúpulas de todos os partidos que governaram.

Para completar o panorama um cara que representa os trabalhadores pela Força Sindical foi preso e outro da emblemática CUT tem conta na Suíça. Pro proletariado pão e mortadela, pros falsos líderes dólares.

Num clima desses não há espaço para o novo Brasil, jamais gestaremos projetos duradouros de Estado. Estamos sempre ao sabor das ondas, cada um olhando para seu próprio umbigo. Dezenas de países passaram por traumas piores do que nossa ditadura e do caos emergiram gigantes que o mundo admira (Japão, Alemanha, Coreia, Vietnam, para citar alguns) pela capacidade de dar a volta por cima. Desde a redemocratização se passaram décadas preciosas na mesmice do lero-lero vazio! Até quando seremos um gigante deitado em berço se comportando como paralitico porque nossa superestrutura – da esquerda até a direita – tem mergulhado no vazio quando se trata da Nação?

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027