Diário da Manhã

Minha história de Natal

“No Natal, o que importa é que se faça da Paz e do Amor o veículo da confraternização universal, para que todas as noites do Ano Novo sejam noites de Natal.” ( Autoria desconhecida)

Os Natais de minha infância foram muito marcantes na minha vida, principalmente pela simplicidade, espontaneidade e alegria com que eram comemorados. Também, pela expectativa dos presentes que ganhávamos, embora simples,  confeccionados com muita doação, amor e criatividade por nossos pais.

Como toda criança, até hoje, aguardávamos esse dia envoltos num clima de magia e muita expectativa, tentando ver o “ bom velhinho”, que deveria chegar exausto no interior, onde morávamos. Fazíamos um questionamento sobre nosso comportamento: se éramos ou não merecedores dos presentes de Natal.

A data suscitava essa magia . Enchia-nos de esperança, de bons propósitos, de muito amor e muita alegria. Logo à tarde, soavam do velho gramofone os acordes de músicas natalinas, cantaroladas por nossos avós, em italiano, no dialeto vêneto. Nós vibrávamos, imbuídos de ternos sentimentos, abraços afetuosos, delicadezas, disponibilidade, colaborando nos preparativos da festa. O Natal para nós sempre foi uma festa de amor, ou melhor, “a festa de Amor”,com muita alegria, muita música, muita gente. A numerosa família se reunia trazendo seus instrumentos musicais, e a festa acontecia…

Foram Natais muito felizes os de nossa infância. Os nossos brinquedos , os mais lindos do mundo, como valorizávamos! Teríamos outro só no Natal seguinte! Como eram belas nossas bonecas de pano, com a carinha bordada, cabelos ruivos adquiridos da espiga de milho…

Como cuidávamos para permanecerem na cabecinha da boneca...E os brinquedos que meu hábil pai construía em madeira: pernas de pau, roda e aro de arame para equilibrá-las nas corridas, carrinhos com eixo nas rodas dianteiras, caixa para os pequenos sentarem com segurança. As outras crianças das redondezas não tinham brinquedos tão lindos e úteis como os nossos.

Muitos e muitos Natais se passaram. Hoje, reunimos filhos, netos, amigos...Houve um tempo em que nossa preocupação era lhes dar tudo aquilo que não tivemos…

Dávamos a eles lindas e caras bonecas. Triciclos, velocípedes, bicicletas, jogos e outras novidades que iam surgindo, mas sempre brinquedos comprados. Por vezes, Papai Noel tornou-se o principal personagem da festa, e o aniversariante, ignorado, deitadinho no presépio...Graças a Deus, essa fase de euforia e compensação logo  passou...Aos poucos, retomamos o verdadeiro sentido do Natal, com presente, Cristo, o menino Jesus ou Deus menino nos apresentando uma visão mais otimista da vida, renovando nossas esperanças e sonhos de transformação dos corações petrificados e antifraternos. ****

Passaram-se algumas décadas do Natal de minha infância. No último Natal, tive uma grande emoção, ganhando do Papai Noel uma caixa com bela embalagem. Meu coração palpitou forte, rasguei o papel como criança, numa ânsia como se nunca tivesse ganhado um presente. Realmente era um presente diferente, que eu jamais ganhara. Uma boneca de verdade, linda, loira, olhos azuis, cabelos encaracolados e...Cabeça de louça!...Num ímpeto, exclamei: “ Essa é minha primeira boneca que não é pano!” ...Lágrimas incontidas escorreram pela face. A boneca com que minhas netas me presentearam evoca em mim a emoção de um Natal longínquo, lá de minha infância, e, no aconchego de meu colo, está uma querida boneca de pano, pretinha (a cor da meia de papai com que foi confeccionada), olhos e boca bordada de vermelho, cabelos ruivos...A boneca do amor!

Episódio extraído do livro “A vida uma escola”

Autoria, Ofélia Tagliari Bortolin - Aluna da Oficina da Palavra - Crejuti

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027