Diário da Manhã

“É fácil ser bom, o difícil é ser justo” Victor Hugo

Assisti a um documentário acerca da enorme crise pela qual passou a Volkswagen que, desde a segunda metade de 2015, tornou-se o centro de um escândalo por instalar um software em carros a diesel, com o intuito de enganar entidades reguladoras, quanto a emissões de gases nocivos às pessoas e ao ambiente.

A crise é inacreditável, por deixar clara a participação na fraude de uma legião de altos executivos, engenheiros e diretores, que, pressionados, fizeram testes de intoxicação em humanos e em primatas, expondo-os criminosamente em laboratório.

A frase acima, de Victor Hugo veio-me à memória, por que essas pessoas bem sucedidas, bem pagas, poderiam ter usado sua inteligência para serem boas, justas, mas não foram. Tudo em nome do sucesso, da meta corporativa de tornarem-se a maior empresa de fabricação de veículos do mundo. Mas será que em meio à crise, sob ameaças de multas, devoluções maciças de carros, perigo de descrédito, o alto escalão Volkswagen deu-se conta de que estavam deixando de ser bons? Será que levaram em conta os milhares de empregos que estavam em jogo e raciocinaram que preservá-los era o melhor a fazer, ignorando princípios éticos familiares e pessoais? Ou eram tão maus a ponto de não sentirem nada diante da fraude gigantesca e escancarada? Duvido que alguém ficasse indiferente aos pruridos internos. 

 Pus-me a pensar no que consiste ser bom e ser justo. Por vezes enfrentamos situações em que tudo isso entra em jogo. Os pais são testados ao longo da vida para resolver esse paradoxo, especialmente se não forem firmes em suas convicções. Ter um código de ética familiar ajuda e muito. Alguém que sabe onde quer chegar, dificilmente cai na armadilha de ser bonzinho, de ceder a absurdos em nome do amor, das insistências, do ficar bem na foto. Pais firmes sempre sabem a hora do grande “não” e têm discernimento suficiente para reconhecer o que está em jogo. Os pais são modelo de autoridade e modelo de comportamento ético. Levamos para a sociedade o fruto do que levamos anos para construir.

Saindo da seara doméstica, onde é relativamente fácil agir de forma boa e justa, entramos no coletivo, onde nos misturamos com os mais diversos códigos, símbolos, ideologias, estruturas e desafios. É lá que testamos nossa integridade efetivamente, convivendo com todo o tipo de pessoas e situações. Será que conseguimos nos colocar no lugar do staff da Volkswagen? Será que teríamos força para a insurgência frente ao imbróglio em que o grupo foi colocado? Teríamos como agir eticamente neste caso? Ou tentaríamos salvar a empresa colocando nosso conhecimento, nosso arrojo e criatividade para “limpar” a sujeira instalada?

Concluo que não é fácil ser bom e não é fácil ser justo. Concluo também que temos dentro de nós a semente de tudo o que é humano, portanto, somos falhos, estamos sempre em processo de amadurecimento. Reconhecer nossa humanidade não nos redime dos crimes que cometemos, por que antes de mais nada, temos aquele radar a nos avisar, sem que seja necessário que nos digam, que algo está errado, que há fatores que nos corrompem, que nossa dignidade está sendo aviltada. Mas daí a ter coragem de enfrentar o mundo é outra coisa. Temos que reconhecer a veracidade da frase de Victor Hugo, não é?

Comentários

Galerias de Fotos

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027