Coluna edição 04/07/2018

Derruba bolão

Escrevo esta coluna antes do jogo entre Inglaterra x Colômbia. Mas já posso questionar: que Copa é essa, meus amigos e amigas? Neste mesmo espaço, semanas atrás, eu apontei que havia um grupo claro de três favoritos ao título (Brasil, Alemanha e Argentina), que uniam tradição e qualidade. Era o tal peso de camisa. Aí a Alemanha deixou a disputa na fase de grupos e a Argentina caiu por deficiência técnica para a França. Restou, do trio de ouro, o Brasil. Mas Portugal e Espanha, que poderiam ir mais adiante, também perderam. A Rússia apareceu como a grande surpresa e a Croácia faz uma campanha muito boa. Temos ainda um Uruguai valente, uma Inglaterra que promete e uma Bélgica perigosa. No final das contas, se a gente fosse cravar um resultado antes da bola rolar em terras russas, quase que certamente cairia do cavalo. Ou ficaria entre os últimos do bolão, tradicionalíssima disputa de Copa.

Favoritismo

Com tanta reviravolta na Copa, é temerário apontar uma seleção favorita ao título. Pelo crescente dentro da competição e pela qualidade do elenco, sigo apontando o Brasil como provável vencedor. Mas é complicado carregar o fardo do título de favorito, pois traz consigo uma carga enorme de pressão. Ademais, França, Bélgica e Inglaterra também aparecem bem nessa reta final. O Uruguai depende muito de suas peças. Colômbia, Croácia, Suécia e Rússia seriam azarões históricos, talvez o maior da história das copas.

Gabriel Jesus

Precisamos falar sobre Gabriel Jesus. Quem entende ou analisa futebol reconhece a importância que o atacante tem para o sistema de jogo do Brasil na Copa do Mundo. O próprio Mauro Galvão, que falou com a gente ontem, disse que o papel de recomposição feito pelo centroavante é de imensa importância. Por este lado, todos entendemos e apoiamos a sua escalação. Mas tem um porém muito grande aí: Jesus é atacante e, por definição, está no time para fazer gols ou pelo menos criar oportunidades aos seus companheiros. E aí está o pecado dele: não consegue ser ativo nem efetivo no setor ofensivo. Perde, em aproveitamento, para Roberto Firmino – que, por sua vez, também poderia fazer as tais tarefas defensivas.

Neymar

É evidente que, a cada jogo, cresce a produção de Neymar com a camisa do Brasil. Se você puxar pela memória, lembrará que a partida contra a Suíça foi a pior do atacante em anos. Pouco fez e ganhou destaque pelo cabelo ou pelas quedas. Jogo que é bom, nada. Pois bem. Ele melhorou muito contra Costa Rica e Sérvia. Voltou a ser importante na vitória sobre o México, criando ótimas jogadas para si e para os demais brasileiros. Está pecando, apenas, pelo excesso ao sofrer faltas. Veja bem, não estou dizendo que ele simula ou cai em demasia. De fato, sofre as faltas, mas não precisaria aumentar (e muito) as suas quedas.

Nutella

Por definição futebolística, “Nutella” é aquele que torce/ acompanha/ dá atenção ao futebol europeu. Seria o praticado em belos campos, com muito dinheiro à disposição e torcida sentada em poltronas. É o oposto do chamado “raiz”, que admira as disputas à moda antiga. Torcida de pé, arquibancada de madeira ou cimento. Jogadores com muita transpiração e pouca inspiração. Enfim, um Europa x América do Sul. Pois que na Copa deve ter “nutella” aos prantos com as quedas de Portugal, Alemanha e Espanha. E que quase foi a colapso com a eventual derrota belga para os japoneses. Ao final da Copa, a pergunta: quem fará a festa do títulos? Os “nutella” ou os “raíz”?

A despedida

Mais ou menos na mesma toada: o final de semana pode ter sido o último de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi em Copas. A dupla vem mandando no futebol mundial há 10 anos mas, ironicamente, falhou na hora da Copa. É o contrário de outro grande nome, Andrés Iniesta. Nunca nomeado o melhor do mundo, mas autor do gol do título na África do Sul, em 2010. Na melhor das hipóteses, a Copa de 2022 verá somente o português em seus gramados.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027