Especial | Dia do Dentista - 2015

Profissão aliada da autoestima e do bem-estar

Profissão aliada da autoestima e do bem-estar
Foto: Agência Brasil

De um lado, a experiência profissional de Lilian, do outro, as expectativas e projeções da estudante Michele. Dois lados de uma mesma moeda que tem o mesmo objetivo: manter, a saúde bucal

Por meio de um decreto no ano de 1884, foi criado oficialmente, no Brasil, o curso de Odontologia. Com isso, em função da data, o 25 de outubro é lembrado como o Dia do Dentista. Quem pensa que apenas os dentes fazem parte dos tratamentos odontológicos, está enganado. Alguns tratamentos de gengiva, boca e ossos da face, também fazem parte da gama de procedimentos desenvolvidos pelos profissionais. Além da parte estética, dentre as funções, o profissional de Odontologia pode fazer restaurações, obturações, projetar e instalar próteses e dentaduras, o que consequentemente, altera e melhora na autoestima do paciente.

Cuidar da saúde bocal é de total importância na vida das pessoas. Mesmo que, para muitos, a cadeira e o jaleco branco sejam motivos de traumas, hoje, com os novos equipamentos, tecnologias e materiais, os tratamentos tornaram-se praticamente indolores. Para a cirurgiã-dentista, especialista em Endodontia, mestre em Saúde Coletiva, Doutora em Odontologia em Saúde Coletiva, coordenadora e professora da Escola de Odontologia da IMED Lilian Rigo, a evolução tecnológica mundial trouxe para as áreas da saúde, e mais especificamente, para a Odontologia, um grande número de alternativas restauradoras e reabilitadoras para o tratamento dos efeitos nocivos das doenças bucais. “Contudo, o profissional formado em Odontologia, independente das tecnologias e os avanços, a exemplo de outras carreiras na área de saúde, deve ser humanista e gostar de cuidar de outras pessoas. Ter poder de concentração, ser paciente e detalhista são características desejáveis para um profissional desta área”, destaca.

Lilian trabalhou de 1989 até 2010 em clínica odontológica privada e particular, além de ministrar aulas nos cursos de pós-graduação. Em 2010, assumiu a Coordenação da Escola de Odontologia da IMED em período integral e trabalha em cargo administrativo de gestão e como docente do curso de graduação da Odontologia da IMED. Ela conta, que conheceu a profissão muito cedo. “Meu pai também é dentista e sempre demonstrou um grande amor pela profissão. Desde pequena me identifiquei muito com a área da saúde e a Odontologia foi o curso que fez parte dos meus planos, pelo fato, de poder reestabelecer um sorriso perdido em uma pessoa. Hoje realmente penso que um dos motivos que levaria uma pessoa a escolher a Odontologia, é a possibilidade de contribuir significativamente com a saúde bucal das pessoas e, ver uma pessoa sorrir de novo graças ao sucesso do seu tratamento, é um dos motivos para amarmos a Odontologia”.

Dos tratamentos caseiros as técnicas odontológicas
Antigamente, o procedimento mais comum nos consultórios odontológicos, era a extração dentária. Hoje, além disso, uma outra gama de tratamentos e procedimentos são realizados. Os modernos equipamentos e a tecnologia têm facilitado para que o profissional tenha mais resultados nos tratamentos e mais “mecanismos” para oferecer aos pacientes. Conforme Lilian, o exercício da Odontologia passou por muitas mudanças e transformações desde o período colonial até os dias de hoje. “A odontalgia (dor de dente) era curada com qualquer medicamento e até ‘benzeduras’. No atendimento odontológico perduraram as extrações dentarias como prática principal odontológica até o início do século XIX, onde houve o início das especializações, modificando os rumos do desenvolvimento da pratica odontológica. Com o início das Especializações, surgiram inúmeras técnicas odontológicas que colaboraram para a revolução do ensino e pratica da Odontologia no Brasil”, analisa a profissional. “Vale ressaltar que a reformulação dos currículos das Faculdades de Odontologia integrando-os às reais necessidades epidemiológicas e sociais da população, associada a uma formação acadêmica humanística e cultural, formam um bloco de características fundamentais no processo de desenvolvimento socioeconômico e cultural da sociedade como um todo, caracterizando um novo perfil do profissional da área odontológica. Mudanças nesse sentido ocorrem nos cursos de Odontologia, buscando formar um profissional preparado, não somente para a questão técnico-científica, mas sim para o diagnóstico e acompanhamento do paciente objetivando a educação, promoção e manutenção da saúde, através de uma abordagem geral. Esse é o caminho a ser percorrido pelo ensino odontológico para atingir as reais necessidades de nossa população”, avalia.

Para comemorar...
As novas formas de inserção do profissional no mercado propiciaram mudanças nas relações de trabalho e com a clientela, é um dos pontos destacados por Lilian. “A produção de serviços não depende exclusivamente do profissional, a clientela institucionaliza-se e, com isso, há formas distintas de captação, redefinindo tipo, quantidade e acesso dos pacientes aos profissionais e, principalmente, reorientando a relação profissional-paciente. A instituição desse modelo representa alterações na prática, tanto no que diz respeito à técnica, quanto à organização do trabalho, produção e distribuição de serviços na sociedade. Atualmente os dentistas já estão inseridos até nos hospitais dentro das Unidades de Terapia Intensiva, a fim de realizar o atendimento odontológico hospitalar, integrados nas equipes multidisciplinares nos atendimentos de alta complexidade ao paciente. Ainda, vale ressaltar, os programas atuais do governo de promoção de saúde, a exemplo do Brasil Sorridente, que foi implantado em 2011, e entrou no pacto de saúde como uma das prioridades de saúde pública. Atualmente o Sistema Único de Saúde (SUS), emprega cerca de 30% dos dentistas do país. Uma das grandes medidas de promoção de saúde bucal é a implementação da fluoretação da água de abastecimento público, o que representa uma redução de 60% nos índices de cárie dentária na população. A fluoração pode ser considerada como o método de controle de cárie dentária mais efetivo, quando considerada a abrangência coletiva. Dessa forma, vale comemorar a redução da cárie dentária no Brasil, doença bucal mais prevalente por muitos anos”, enfatiza Lilian, que acrescenta. “O futuro da profissão está nas mãos dos jovens que cresceram habituados a conciliar múltiplas tarefas, unem lazer e trabalho e são ligados quase que intuitivamente à tecnologia e às novas mídias”.

Fotos

Clique na imagem para ampliar

  • Foto: Arquivo Pessoal

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027