Kleiton Vasconcellos

Olá! Sou jornalista graduado pela Universidade de Passo Fundo e atuo, há quase uma década, no Diário da Manhã. Neste espaço, vamos opinar e debater sobre os assuntos mais relevantes do nosso esporte local. E tem de tudo: futebol, futsal, vôlei, basquete, automobilismo... Enfim, venha junto!

Jogão

Compartilhe

Jogão

Pena o grande jogo do Sport Clube Gaúcho até aqui na Copa Wianey Carlet ser marcado justamente para uma tarde de quarta-feira. Pois hoje a bola rola a partir das 16h na Arena BSBios Wolmar Salton e o Alviverde precisa muito vencer o Internacional para contar com alguma vantagem na largada das quartas de final. Note que o Gaúcho fez uma excelente fase classificatória, ficando atrás apenas do Inter na Chave A. Depois, despachou o Soledade com mais facilidade em relação ao Colorado diante do Bagé. Não é loucura hoje apontar que sim, o Gaúcho pode fazer frente ao Inter. Espero um grande jogo à tarde.

Cuidados

Agora, se o desempenho do Gaúcho é muito bom e o Inter vem deixando a desejar – perdeu para Atlético de Carazinho e Bagé, na sequência – não é permitido dar sopa ao azar. O Gaúcho, vale o registro, fez bons início e final de jogo no domingo. Mas deixou a desejar na faixa entre 30min do primeiro tempo e 30min do segundo. Permitiu um crescimento do Soledade e até mesmo o empate no placar. Coisa que, convenhamos, não pode ocorrer hoje. Jogar contra o Inter requer uma atenção e atitude 110% do tempo.

Tabu

Agora, a atenção o tabu do Alviverde. Não vence o Inter B desde 2004, naquela memorável semifinal de Copinha. E veja só: aquela vitória de 1×0 completa 14 anos exatamente… hoje! Quer uma maneira melhor do que comemorar aquele feito repetindo-o? Em tempo: recomendo que, se possível, o Gaúcho encaminhe a classificação hoje. Se deixar para a partida da volta, algo estranho pode acontecer. Que o diga o pênalti não marcado para o Bagé, no domingo, na Morada dos Quero Quero.

Nas quadras

Que bela atuação do Passo Fundo Futsal/ Fasurgs/ Valtra Razera sábado. Fez mais do que precisava, até: venceu por 5×2 no tempo normal e 1×0 na prorrogação. Ocorre que tal esforço não seria necessário se a derrota em Salto do Jacuí não tivesse se concretizado. Agora vem por aí a AGE de Guaporé e quem passar estará na Série Ouro de 2019. Como domingo (atenção, domingo) o jogo de ida será em Guaporé, recomendo atenção total para encaminhar a vaga já na casa do adversário. Time por time, sou mais Passo Fundo Futsal.

Ainda Série Prata

Se você analisar a classificação e o desempenho das quatro equipes sobreviventes na Série Prata, verá uma regularidade de duas delas: Passo Fundo Futsal e ABELC sempre estiveram entre os líderes – por vezes, dividindo a ponta. Já AMF e AGE fizeram campanha pior, classificando-se para os mata apenas no final. Aí está a grande armadilha: enquanto eu vejo PFF e ABELC favoritas, vejo também grande perigo vestido nas cores de AMF e AGE. Nada está definido, portanto.

Mario

Grande nome a fazer parte do plantel do Esporte Clube Passo Fundo em 2019. O uruguaio encantou a torcida quando esteve no Vermelhão da Serra e volta para mais uma Divisão de Acesso. Técnico, com garra e futebol nos pés, tem tudo para novamente fazer história no Tricolor.

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®