Dia da Pátria reúne 5 mil no Centro de Carazinho

Desfile na Avenida Flores da Cunha durou cerca de três horas e reuniu 25 entidades e escolas

Foto: DM/Isadora Stentzler

Compartilhe

Desfile na Avenida Flores da Cunha durou cerca de três horas e reuniu 25 entidades e escolas

Às 9h da quinta-feira a região central da Avenida Flores da Cunha já estava tomada. Cordões de isolamento separavam a Avenida da calçada e cadeiras de praia eram postas ao lado por aqueles que chegavam cedo a fim de acompanhar o desfile que comemoraria a Independência do Brasil.

Da altura da Rua Alferes Rodrigo com a Avenida se via militares do exército brasileiro, com suas fardas em tons verdes, prontos para abrir o desfile. Há tempos que um pelotão não era destacado para participar das comemorações na cidade e chamava a atenção pelo retorno.

Antes, nas palavras do prefeito Milton Schmitz, e também do alto escalão da prefeitura de Carazinho, foi lembrado que a lembrança da Pátria deve acompanhar os cidadãos até o mês da manifestação nas urnas.

– Eu peço que, para quem tiver contato com essa manifestação, que tenha tranquilidade, que repense e coloque seu voto em pessoas que efetivamente merecem, porque é uma arma poderosa que as pessoas têm – afirmou.

A Milton, também não fugia do olhar o orgulho pelos novos uniformes da rede municipal de ensino. As peças haviam sido apresentadas à comunidade um dia antes, na quinta-feira (6), em um desfile exclusivo em frente à praça, na Avenida Flores da Cunha, onde na manhã de sexta-feira passavam outras 25 entidades. E deles Milton falava em frenesi, usando um modelo:

– É um motivo de orgulho e de satisfação estarmos, nesse sete de setembro, podendo mostrar para a comunidade de Carazinho esse investimento na educação. É um salto de qualidade, um investimento maravilhoso, e tenho certeza que as futuras gerações estarão aplaudindo – pontuou.

Pela avenida e diante do Altar da Pátria, onde uma tenda foi erguida para proteger as autoridades, passaram entidades e escolas demonstrando a diversidade do município. Muitos aproveitaram para mostrar à cidade um pouco do que fazem e pedirem paz à sociedade.

CULTURA

Das escolas era exibido sua potencialidade, seja com as fanfarras que marcaram época e se fundem com a história do município ou nas atividades que dão destaque aos alunos.

Pessoas com deficiência também caminharam junto mostrando estarem à altura de todas aquelas capacidades.

O sol brilhava forte e corroborava para que o público aumentasse no decorrer da manhã. E era de se notar que, quando o asfalto era tomado por familiares, determinados grupos nas calçadas e voltados à avenida aplaudiam com mais frenesi, ovacionando a passagem dos seus. No final, já passado das 11h30min, a estimativa do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar era de 5 mil pessoas. Mas ao longe ainda se ouvia que no dia “20 de setembro” seria maior, quando também, às 9h, um desfile comemorará a Revolução Farroupilha.

Leia grátis o jornal digital

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®