Dudu Nazari disputa dois títulos

Piloto passo-fundense pode ser campeão Gaúcho e da Copa Sul-Brasileira de Enduro FIM. Decisões ocorrem em novembro

Foto Arquivo Pessoal

Compartilhe

O mês de novembro pode ser especial para Eduardo Nazari, o Dudu. O piloto passo-fundense segue entre os favoritos para a conquista de dois títulos do enduro: o Campeonato Gaúcho FIM e a Copa Sul-Brasileira de Enduro FIM, ambos na categoria Elite. As decisões ocorrem dias 24 e 18, respectivamente.

No Gaúcho, Dudu Nazari ocupa a vice-liderança. “Meu concorrente (Gustavo Pellin, de Caxias do Sul) me passou nas etapas recentes. A última etapa vai ser em Tapejara, no CT Borili. Vou ter que ganhar e meu oponente ficar em no máximo quarto. Vai ser difícil, mas vamos acreditar” diz Dudu. Com relação à Copa Sul-Brasileira, a competição é disputada contra os pilotos catarinenses. “Estou em primeiro e posso conquistar o tetra. Vem sendo uma boa temporada. Não me lesionei, venho conseguindo fazer treinos físicos e de pista” completa o passo-fundense.

Sobre os treinamentos, Dudu Nazari segue uma rotina diária. “Como todo mundo sabe, Passo Fundo não tem pista, o que dificulta os treinos. Intercalo, três vezes por semana, em locais diferentes. Um dia eu uso a pista da Roselândia, faço trilha outro dia, seguindo o pessoal do Trilha Clube e também faço uma trilha particular” pontua. Além disso, o piloto faz academia quase todo dia e treina eventualmente na pista do CT Borilli, localizada em Tapejara.

Histórico de títulos

Praticante do Enduro há nove anos, Dudu obteve uma série de conquistas no período. É tri campeão da taça Sul-Brasileira de Enduro FIM. Foi, ainda, campeão estreantes categoria (250) de cross country; campeão estreantes categoria (250) Enduro FIM; vice-campeão categoria (250) intermediária; campeão categoria (450) intermediária e duas vezes vice-campeão na categoria E2 (450). O piloto tem apoio de Boby Motos, Borilli racing, Meia8motoparts, Escapasracing, Kr racing, Arte Cross gráficos e M3parts Kawasaki.

O Enduro

O Enduro FIM é uma das modalidades do motociclismo. Praticado em trilhas, geralmente no meio do mato. Na competição, cada moto larga por vez, separadas por um minuto. “De um tempo para cá, o pessoal tem feito mais mescla com os tipos de pista, usando matas e pistas, numa espécie de circuito. Tem galho, raiz, pedra, subida e descida Também é feita apresentação para o público, em uma parte fechada. Mas depois a competição segue em trilhas” encerra Dudu Nazari.

Leia grátis o jornal digital

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®