Gaúcho tenta quebrar tabu

Sem vencer o Internacional há exatos 14 anos, Alviverde recebe o Colorado hoje, a partir das 16h, na Arena BSBios Wolmar Salton. Jogo de logo mais vale pelas quartas de final da Copa Wianey Carlet

Foto Matheus Moraes/ DM

Compartilhe

A classificação do Sport Clube Gaúcho no último domingo, ao bater o Soledade Futebol Clube por 3×1 na Arena, recolocou um velho conhecido no caminho do Alviverde na sequência da Copa Wianey Carlet. As quartas de final serão disputadas entre o time passo-fundense e o Internacional, com o primeiro jogo hoje (07), às 16h, na Arena BSBios Wolmar Salton. A data, inclusive, marca os 14 anos de um feito inesquecível.

Foi em 07 de novembro de 2004 que o Gaúcho venceu o Inter B pela última vez. Aquele jogo daria ao vencedor um lugar na final da Copa RS. O Alviverde, que vinha de uma boa participação na Segundona, recebeu um grande público no antigo Estádio Wolmar Salton. E, com um gol do atacante João Pedro, na segunda etapa, venceu por 1×0, carimbando a passagem para a grande final – onde seria derrotado pelo Esportivo.

O jogo marcou não apenas os torcedores, mas também jogadores do Gaúcho. “Nós tínhamos uma baita equipe, jogadores conhecidos no Interior, com uma boa campanha na Segundona. Daí pegamos o Inter na semifinal, com jogadores promissores. Mas nosso time estava muito bem entrosado e com muita vontade. Foi uma tarde que deu tudo certo, jogamos muito. O estádio lotado. Fizemos 1×0 e tivemos mais chances. Lembro que foi bonito de ver a torcida e nós jogadores felizes em ter ganho o jogo” diz o volante Danilo, que hoje vive no Interior de São Paulo. Como curiosidade: logo após a partida, Danilo acertou transferência para o Beira-Rio.

Mais coincidências

Embora tenha obtido pela última uma vitória sobre o Inter B há 14 anos, o SC Gaúcho jamais venceu a equipe A. Conforme o jornalista e historiador Lucas Scherer, os encontros entre Gaúcho e Inter B começaram em 1945. “Aquele foi um amistoso disputado no Estádio da Montanha e que teve placar de 1×0, gol do atacante Avas. O Inter jogou com equipe de aspirantes porque o time principal estava no Rio de Janeiro, onde enfrentaria o Flamengo” conta. A partida de 1945 tem outro aspecto histórico: foi o primeiro jogo em que o Gaúcho atuou com a camisa toda verde.

Números

Até hoje os arquivos registram sete jogos entre Gaúcho e Inter B. São três vitórias para cada lado e um empate. O Gaúcho marcou cinco gols e o Inter anotou nove tentos. Com relação ao time principal do Inter, são 31 jogos, com cinco empates, 26 vitórias coloradas e nenhuma do Alviverde. A equipe da Capital marcou 67 gols e o time passo-fundense fez 13.

Hoje em dia

Para 2018, os confrontos valem pelas quartas de final da Copa Wianey Carlet. A volta será disputada domingo (11), ao meio-dia, em Gravataí. E, na fase classificatória, o placar em Passo Fundo foi 0x0, com uma vitória de 2×0 para o Inter na Morada dos Quero-Quero.

Com treinos na segunda e terça-feira (dias 05 e 06), o Gaúcho fez a sua preparação visando o jogo de hoje. Sem desfalques para o compromisso de logo mais, o técnico Fabiano Borba espera um bom desempenho diante do Inter. “Sabemos que temos o Inter do outro lado, mas camisa não entra em campo. Há um respeito muito grande, mas um sonho de avançar e para chegar lá temos que passar pelo Inter” afirma. Para obter o bom resultado, o treinador defende que “somos muito competitivos e precisamos manter um nível de concentração elevado. O torcedor precisa acreditar e apoiar, pois vamos deixar nossa alma nestes 180 minutos”.

A grande dúvida de Borba está no ataque: se mantém Rafael Pilões ou promove a volta de Vini entre os titulares. No mais, a equipe pode ser a mesma que bateu o Soledade domingo: William Lago; Dartora, Bruno, Wagner e Rafael Carletti; Júlio, Adílson e Gustavinho; Rafinha Magalhães, Rafael Pilões (Vini) e Dimitri. Os ingressos custam R$10, sendo que mulheres e crianças até 12 anos não pagam.

Leia grátis o jornal digital

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®