Projeto Guardião vai contar com mais 58 câmeras

Previsão é de que os equipamentos estejam instalados e funcionando até 10 de dezembro

Fotos: Divulgação

Compartilhe

O 3°Regimento Polícia Montada da Brigada Militar de Passo Fundo (3º RPMon) recebeu, nessa semana, 58 câmeras de videomonitoramento. Os novos equipamentos integrarão o Projeto Guardião, criado em 2016 para monitorar a área urbana do município. “Junto com as câmeras já existentes, a gente vai, em uma época de maior fluxo comercial e movimentação financeira, conseguir enxergar melhor a cidade, e fazer aquele trabalho realmente preventivo”, afirmou o Tenente- coronel, Volnei Ceolin, comandante do 3ºRPMon, durante o evento de entrega realizado na noite de quinta-feira (8).

O presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócio (Acisa), Evandro Silva, explicou que o equipamento foi adquirido a partir de esforço conjunto de entidades privadas e governo municipal. “O projeto total prevê instalar mais de 300 câmeras em Passo Fundo. E para isso ser possível, nós buscamos a parceria de outras entidades, que prontamente nos atenderam, e junto aos poderes Legislativo e Executivo, demos o primeiro passo, que foi a sala de videomonitoramento, que já está pronta e estabelecida aqui no 3º RPMon, e agora estamos no segundo passo, que é a implementação de câmeras”.

“A previsão que nós temos é de que, tão logo haja a entrega, que ocorre agora, a empresa responsável já comece a instalação, e que no máximo essa instalação seja concluída até 10 de dezembro”, revela Ceolin.

Parceria entre setor público e privado

Para a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Passo Fundo (CDL-Passo Fundo), Carina Sobiesiak, esse é o melhor momento para a expansão do videomonitoramento. “Agora que estamos próximos do Natal, a instalação dessas 58 câmeras vai ser muito importante para a nossa cidade, para a segurança dos nossos lojistas, principalmente os do centro, onde há um maior fluxo de pessoas. A Brigada Militar precisa dessa tecnologia para fazer seu serviço, pois a tecnologia está aí e deve ser usada para melhorar a segurança de todos”.

Ceolin reiterou que o Projeto Guardião será um grande avanço não apenas para a BM, mas para todos os órgãos envolvidos na segurança pública. “Com o sistema funcionado, o servidor que fica na Sala de Operações consegue visualizar, e consegue despachar as viaturas tentando se antever ao problema. Então, uma coisa é nós conseguirmos fazer o trabalho preventivo, que é antecipação do problema através das imagens, e a segunda questão é, se nós não conseguirmos fazer isso ao todo, as imagens também captadas servem para a rápida identificação, e será possível fornecer essas imagens à Polícia Civil, para que ela consiga então fazer a abertura do seu inquérito, fazer a identificação, fazer a responsabilização de uma forma mais eficaz, e levar esse cidadão que cometeu esse delito até o poder judiciário para que seja responsabilizado pela sua conduta”.

Projeto em expansão

O vereador Marcio Patussi (PDT) indicou que o sistema de videomonitoramento será incrementado em um futuro próximo. “A Câmara, através das emendas impositivas, fez uma primeira ação em 2016, em que destinamos R$ 500 mil para o orçamento de 2018. A Prefeitura então começou a aquisição de 78 novas câmeras, com esse recurso. Isso está sendo finalizado nos próximos dias, e somadas a essas 58 câmeras, nós teremos um potencial de quase mais de 130 câmeras na cidade. E, no orçamento mais recente, colocamos R$ 2 milhões, que estão aguardando a Prefeitura fazer a utilização desse recurso, e esse ano já começamos uma mobilização votando a lei orçamentária para o ano que vem, e sempre buscando recursos suficientes para cada vez mais melhorar esse projeto”.

Silva frisou que parcerias como essa são demonstrações de civilidade. “Sabemos que a responsabilidade da segurança é do Estado, mas entendemos que se nós não nos envolvermos, não teremos um resultado efetivo e prático a curto prazo. Nós podemos nos envolver e auxiliar o governo do Estado, sabendo das dificuldades. Não estamos eximindo o governo das suas responsabilidades, mas nós queremos sim auxiliar e participar efetivamente”.

Leia grátis o jornal digital

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®