Suspeito de furto é detido por populares e imobilizado em Carazinho

Tenente da Brigada Militar interviu e manteve o homem detido até a chegada de uma viatura

FOTO: Isadora Stentzler | DM

Por

Compartilhe

Um jovem de 20 anos foi imobilizado por populares após ser flagrado furtando uma loja no Centro de Carazinho na tarde desta segunda-feira (5). Ele estava com 52 barras de chocolates em duas sacolas. Segundo funcionárias do estabelecimento, não foi a primeira vez que ele furtou o local. O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Carazinho.

O caminhoneiro Jacir Carvalho saía do banco quando disse ter ouvido gritos que pediam para segurar o homem. “Ele vinha na minha direção e acertei ele com meu capacete”, relatou. De acordo com Carvalho, o homem continuou correndo, mas perdeu a velocidade e foi imobilizado por populares ao lado da sede do Grupo Diário da Manhã, na Rua Pedro Vargas.

O tenente Wilson Paixão, da Brigada Militar, também caminhava pelo Centro quando viu o tumulto. Ele correu até o local e manteve o homem imobilizado no chão. “Eu estava no comércio e presenciei o pessoal correndo e ouvi os gritos. Logo vi na esquina o pessoal apontando para o local. Algumas pessoas estavam de certa forma agredindo, então intervi para que não tivesse nenhuma espécie de linchamento e acionei a Brigada Militar (BM) para que evitar que alguém fizesse uma besteira. Os ânimos estavam exaltados, muita gente dizendo ‘tem que matar, morrer’… mas não é bem assim”, contou Paixão, após o homem ser levado pela BM à Delegacia.

Depois de segurá-lo por alguns minutos no chão, ele o levou para perto de uma doceria.

Algumas pessoas gritavam o nome de Jair Bolsonaro e elogiavam o ato.

Dentro de uma das sacolas com as barras de chocolate furtadas estava uma intimação por um crime de roubo cometido com ameaça de uma arma de fogo, em 2017.

No documento citava a subtração de um celular, um rádio, um botijão de gás, bens calculados no valor de R$ 958,80 e R$ 70,00 em dinheiro. O caso não foi julgado ainda.

Na tarde de ontem, após ser encaminhado para a Delegacia, ele foi levado ao Presídio Estadual de Carazinho (Pecar).

Leia grátis o jornal digital

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®