Diário da Manhã

Saúde

Artigo I O trabalho e a vida: desafios de integração

Autor: Fonte externa

Escrito por Claudia Piccolotto Concolatto; Psicanalista que faz parte do PROJETO - Associação Científica de Psicanálise, que tem como finalidade promover, transmitir e difundir o pensamento psicanalítico formando uma comunidade científica produtiva em Passo Fundo e região. Conta com atividades internas de seminários de cunho formativo para profissionais e estudantes e outras abertas à comunidade, sempre visando à inserção social da psicanálise e integração entre o nosso afazer e a concepção de que as intervenções na cultura, educação e nas áreas médicas afins

Num daqueles raros momentos que temos para refletir sobre nosso fazer diário, no final do mês de agosto, representei o Núcleo de Trabalho e Subjetividade do PROJETO num encontro com funcionários e professores da Universidade de Passo Fundo (UPF), cujo tema foi os desafios de integração entre o trabalho e a vida. Esse é um tema que interessa a todos, pois quem nunca questionou se seu trabalho é uma parte integrante e prazerosa da vida? Ou ao contrário, uma excrescência, algo que tem que ser suportado para ser eliminado? A resposta que damos a está pergunta revela a posição do trabalho em nosso cotidiano: divergente ou recíproca.
Não desejo colocar o trabalho como o centro da vida, tampouco como algo livre de conflitos e dificuldades. O trabalho é sempre uma exigência de renúncia. Exigência que precisa ser transformada em algo que possa ser suportado e, quem sabe, em prazer mesmo. Quem nunca se queixou do trabalho? Dificilmente um trabalhador nunca tenha feito isso em algum momento da vida. Falar disso, me lembrou um professor, Ir. Santos Diez Arribaz, que aos 82 aposentado pela UPF, ainda leciona física e matemática em Itapiranga/SC. Recentemente ele esteve na nossa região e concedeu entrevista à uma rádio local, quando o entrevistador o questionou sobre suas famosas “perguntinhas semanais” acerca do conteúdo trabalhado com os alunos, as quais tinham o valor de provas avaliativas, ele respondeu que teria que confessar a verdade: ao invés de provas, fazia essas questões semanais por uma questão de conforto próprio. Ele não suportava corrigir provas, porque elas não serviam para ensinar nada novo aos alunos, nem a ele. Assim, era uma estratégia para corrigir rápido e ocupar-se o menos possível com uma tarefa que lhe aborrecia.
Aqui está o exemplo de quem consegue tomar medidas que ajudam a suportar certos momentos ou tarefas que são árduas, entediantes, carentes de nosso interesse, mas que fazem parte de qualquer trabalho e alguém tem que fazer. Portanto, precisamos reconhecer que trabalhar também é uma forma de lidar com as dificuldades da vida, o trabalho é um elemento essencial na nossa existência. Ele tem uma função estruturante, nos assegura um lugar no mundo, é um meio de expressão do sujeito. “O que tu quer ser quando crescer?” Muitas vezes nos dirigimos às crianças com essa pergunta, assim o fazemos porque trabalhar significa ter crescido, ser gente grande. Afinal, quando trabalhamos tomamos algo sob nossa responsabilidade, é uma das primeiras funções da vida adulta, me arrisco a dizer que o trabalho é um dos elementos fundadores do adulto.
Por isso ele implica numa maior complexidade do aparelho psíquico, o qual vai tornando-se cada vez mais capaz de lidar com as ambivalências, com as renúncias, o que chamamos em psicanálise de Princípio da Realidade. Este se opõe ao Princípio do Prazer que busca a satisfação imediata dos desejos, e que corresponde a nossa primeira posição perante o mundo. Contudo, há aqueles que se recusam a sair de uma posição infantil em relação à vida, não estão dispostos a fazer renúncias que demandam uma posição ativa, autônoma e reflexiva em relação ao mundo. O trabalho, com suas agruras e gratificações, é central para a saúde mental e para a formação da identidade, ajuda a adquirir melhor resistência psíquica em face aos desafios do viver.
Vale dizer, que tudo isto se refere ao trabalho saudável, livre de abusos e excessos, no qual o trabalhador experimenta um processo de crescimento onde se revela sua capacidade de interessar-se pelo que se passa ao redor, e de assumir um compromisso com o futuro e com aqueles que lhe legaram o trabalho. 
 

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas
O6-6179 Avianca 15:10:00 São Paulo domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027