Diário da Manhã

Saúde

A importância da tomografia computadorizada do tórax no diagnóstico e manejo dos nódulos pulmonares

Autor: Fonte externa

Escrito por Rodrigo dos Santos Ferrari (CRM 34641); Médico Radiologista da Clínica Cedil – Passo Fundo; Mestre em Ciências da Saúde – UFSM; Fellow – Liverpool Heart and Chest e Royal Liverpool University Hospital – Inglaterra

O nódulo pulmonar é definido como uma lesão arredondada circundada por parênquima pulmonar normal, com diâmetro menor de 3,0 cm, podendo ser sólido, semi-sólido ou não sólido. É uma entidade clínica frequente, geralmente identificada em pacientes assintomáticos como achado de exame de imagem. Nesse sentido, cerca de 25% dos pacientes que realizam uma tomografia do tórax para check-up de rotina, ou para descartar possíveis problemas de saúde antes de iniciar tratamentos clínicos ou cirúrgicos, acabam descobrindo a existência de nódulos no pulmão.
Felizmente, em sua maioria, os nódulos pulmonares são de causas benignas relacionadas a sequelas de processo inflamatório/infeccioso prévio (ex: tuberculose), ou decorrentes de tumores benignos (ex: hamartomas). Porém, existe maior probabilidade de nódulos malignos (câncer de pulmão) em pessoas com alguns fatores de risco, como tabagismo ativo ou passivo, exposição a asbesto e radiação no interior de minas, portadores de fibrose pulmonar idiopática e de doenças do colágeno, pacientes com história familiar de câncer de pulmão ou que foram tratadas ou possuem câncer em outras partes do corpo.
Diante de um paciente portador de nódulo pulmonar, a primeira indagação que o médico deve realizar é se o nódulo tem uma causa benigna, indeterminada ou maligna. Para obter essa resposta é fundamental a realização da tomográfica do tórax, pois este exame permite a avaliação das características de imagem do nódulo, tais como quantidade, tamanho, localização, aparência de seus contornos, presença ou ausência de calcificações e de gordura e tempo de duplicação. Vale ressaltar que a análise histopatológica do nódulo por biópsia ou procedimento cirúrgico é necessária em alguns casos para definir com certeza sua natureza benigna ou maligna.
O acompanhamento e tratamento dos nódulos pulmonares são efetuados com base em protocolos elaborados por sociedades médicas, que levam em consideração as características dos nódulos e os fatores de risco do paciente. No geral, nódulos com características benignas, principalmente em pacientes com alto risco, a conduta adequada é o controle com tomografia computadorizada do tórax em três, seis e 12 meses. Se nesse período houver crescimento ou alteração nas características da lesão, pode ser indício de um nódulo maligno, devendo-se realizar biópsia ou ressecção do nódulo. Já em nódulos indeterminados, principalmente em pacientes com alto risco, pode-se fazer controle tomográfico precoce (em três meses) ou biópsia/ressecção da lesão. Já em nódulos com características malignas, notadamente nos pacientes com alto risco, a biópsia/ressecção da lesão deve ser realizada.
Dessa maneira, os nódulos pulmonares são uma entidade frequente na prática clínica, sendo a tomografia do tórax e sua interpretação por um médico radiologista, um exame fundamental no diagnóstico e acompanhamento dessas lesões.

 

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027