Diário da Manhã

Revista Bella

Daiane Henrich

Autor: Felipe Souza
Daiane Henrich
Fotos: Arquivo Pessoal

Conheça um pouco da história e trajetória de Daiane Henrich, proprietária da Escola de Educação Infantil Bom Pastor, que há 24 anos atende as famílias passo-fundenses, dando ênfase às necessidades básicas das crianças

Revista Bella: Daiane, nos conte um pouco de sua história e formação:
Daiane Henrich:
Nasci em Passo Fundo e me orgulho muito desta cidade e de tudo que construí até aqui. Minha formação é no Magistério, posteriormente me especializei em Educação Infantil. Sou formada em Geografia, Licenciatura e Bacharelado, e em Pedagogia. Tenho Pós-graduação em Gestão e Organização Escolar e Técnicas Administrativas. Sou Casada com César Henrich, e juntos temos dois filhos, a Camile de dez anos, e o Bernardo de seis. 

Revista Bella: Você é proprietária da Escola de Educação Infantil Bom Pastor. Há quanto tempo foi fundada a Escola e como nasceu a ideia da instituição?
Daiane Henrich:
A Escola Bom Pastor foi fundada em 24/11/1992, está há 24 anos organizada para atender as famílias, dando ênfase às necessidades básicas das crianças, envolvendo-as efetivamente com rotina, organização e hábitos saudáveis, respeitando suas individualidades. No ano de 2015, a escola Bom Pastor abriu mais uma unidade, e em 2016 a terceira escola foi inaugurada onde atende atualmente crianças de quatro a seis anos de idade; na Escola Matriz atende crianças de dois meses há três anos, totalizando 150 crianças, e 30 profissionais que os atendem. A partir de janeiro de 2017, passa a atender as crianças no Ensino Fundamental de 1º, 2º, 3º e 4º ano, no turno integral e meio turno.

A ideia surgiu da necessidade de um espaço voltado a criança, a priorização do seu saber, da sua integridade e do seu desenvolvimento. Sabemos da importância da Educação Infantil, a primeira formação, o primeiro contato e de tudo aquilo que somos responsáveis ao iniciarmos esta etapa. Cada aluno é único e visamos a individualidade no aprendizado, procurando assim, entender a infância e as crianças na sociedade contemporânea, de modo que possamos entender e compreender a delicada complexidade da infância e a dimensão criada das ações infantis.

Revista Bella: Como é trabalhar e pensar a educação das crianças, principalmente nos dias de hoje? Como é o seu cotidiano diante dessa tarefa?
Daiane Henrich:
Pensar a educação em um mundo globalizado é tarefa para muitos. Minha equipe está direcionada para este atendimento. Pensamos a educação de forma consciente. Visamos guiar o aprendizado dos alunos com múltiplas características e cada um sendo único inspira a realizar sempre o melhor. A Escola tem função social e prepara para a formação, para o futuro e para questões pertinentes a sua formação. Não transmitimos conhecimento, mas sim buscamos construí-los. O saber ocorre na busca pelo achado. Neste conceito, no meu cotidiano tenho a intenção de favorecer este aprendizado buscando qualificação e recursos necessários para que o aprendizado aconteça. Uma escola bem estruturada contribui para esta tarefa e facilita para que o conhecimento aflore e as descobertas aconteçam.

Revista Bella: O que quer deixar para os alunos da Escola?
Daiane Henrich:
Nosso objetivo é preparar as crianças de forma global, desenvolvendo as áreas afetivas, cognitivas, psicomotoras, através de estímulos adequados, valorizando sempre suas produções e oportunizando experiências ricas e desafiadoras, formando cidadãos éticos, solidários e competentes. Considerar a criança como “Sujeito de Direitos”, possibilitando o desenvolvimento integral no aspecto físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade;
Procuramos cumprir funções indissociáveis como o educar e o cuidar, como complementaridade à ação da família visando o bem estar, o crescimento e o pleno desenvolvimento da criança;
Colaborar com as famílias na educação integral da criança e tornar possível uma nova dinâmica de sociedade, com valores que possibilitem uma vida digna aos cidadãos no futuro;
Devemos ensinar nossos alunos a pensar, a questionar a aprender a ler a nossa realidade, para que possam construir seus próprios conceitos, assim o educador deve, em primeiro lugar, gostar e acreditar naquilo que faz, ou seja, através de seus atos e ações ele servirá de modelo para seus alunos; se ele ensina a refletir ele deve também refletir, se ele ensina a respeitar o próximo ele deve respeitar seus alunos e assim por diante. Deste modo ele está sendo uma prova  daquilo que está ensinando, pois bem a sua frente existem seres humanos que estão sendo moldados por ele. 

Revista Bella: Como faz para conciliar suas atividades com os momentos em família?
Daiane Henrich:
Família é a base de tudo. Meu alicerce. Conciliar nem sempre é fácil, mas é preciso. Sem eles eu não seria o que sou. Preciso deles a cada final do dia. Em um mundo agitado pelas atividades do cotidiano, ter para quem voltar, ter em quem se apoiar, é fundamental. A família não nasce pronta, constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor. Levo comigo a frase de Luis Fernando Veríssimo: “Em casa, entre pais e filhos, pode-se aprender a amar, ter respeito, fé solidariedade, companheirismo e outros sentimentos.”

Revista Bella: O que a Daiane não fez, mas quer fazer um dia?
Daiane Henrich: Sonhos todos temos. Quando se tornam realidade alcançamos nossos objetivos. Estamos constantemente buscando aprimorar nossos espaços proporcionando assim uma estrutura adequada para nossos alunos. Meu maior desejo hoje é ter uma sede própria, um espaço que contemple toda nossa demanda que hoje está dividida em três unidades. Trabalhamos muito até aqui e não descanso um minuto. Gosto de ver o rostinho de cada aluno com os espaços renovados, com a estrutura que vai ganhando forma e com a qualidade da nossa instituição. O ano de 2017 será um ano fantástico. Teremos nosso tão sonhado Ensino Fundamental (1° ao 4° ano) e na sequencia o Ensino Completo até o 9° ano.

 

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027