Diário da Manhã

Revista Bella

Melina Cardoso Rodrigues

Autor: Felipe Souza
Melina Cardoso Rodrigues
Fotos Arquivo Pessoal / Divulgação

Revista Bella: Melina, nos conte um pouco sobre sua história e formação…
Melina Cardoso Rodrigues: Nasci em Passo Fundo e passei alguns anos morando em Cascavel/PR, onde me formei em Farmácia Bioquímica. Já de volta a Passo Fundo fui aprovada em concurso e desde então trabalho no Hemocentro Regional de Passo Fundo (Hemopasso). Também aqui concluí a especialização em Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. Além do âmbito profissional, coordeno as atividades do grupo voluntário Desenhando Sorrisos. 

Revista Bella: Como coordenadora do Desenhando Sorrisos… Quando sua parceria com um Grupo iniciou e por quê decidiu fazer parte do Projeto?
Melina: Na Universidade, durante os estágios no Hospital Universitário, tive meu primeiro contato com pacientes oncológicos, e desde então tive vontade de realizar um trabalho com eles, fora do âmbito técnico. Através do meu trabalho no Hemocentro, tive contato com um paciente de 17 anos que visitei durante seus últimos quatro meses de tratamento. Infelizmente ele não venceu a batalha contra a leucemia, mas o retorno positivo que tive dele e de sua família durante o tempo que participei de suas vidas, me fez retomar a vontade que tinha de desenvolver um trabalho nesse sentido, e fui impelida a fazer por mais pessoas o que pude fazer pelo Henrique, tirá-los um pouco da atmosfera do hospital de alguma forma. Demorei algum tempo para organizar as ideias e estruturar a vontade em um projeto concreto. Então, em 2014 desenvolvi o projeto Desenhando Sorrisos, apresentei-o ao Dr. Marcelo Cunha, oncologista pediátrico, que abraçou prontamente a ideia, e em agosto do mesmo ano iniciamos as atividades no ambulatório de oncologia pediátrica. Inicialmente começamos as ações como um grupo pequeno de amigos que se reunia todas as semanas para realizar atividades lúdicas com as crianças. Em pouco tempo muitas pessoas se envolveram e se engajaram na iniciativa e hoje contamos com um grupo de cerca de 30 pessoas, de estudantes a aposentados, além de apoiadores e patrocinadores.

Revista Bella: Recentemente, o Projeto Cinderelas ficou conhecido no país todo, mas além deste, outras ações são desenvolvidas pelo Desenhando. Como vocês pensam as ações a serem desenvolvidas na comunidade?
Melina: Inicialmente todas nossas atividades eram voltadas para a oncologia pediátrica. Com o conhecimento do nosso trabalho pela comunidade, novas demandas surgiram, como os pacientes adultos, ações de conscientização sobre prevenção e diagnóstico precoce do câncer, captação de doação de cabelos para confecção de perucas, campanhas de cadastramento para doação de medula óssea, e mais recentemente passamos a abraçar outras causas fora do âmbito oncológico.
Nas datas comemorativas ao longo do ano sempre desenvolvemos ações maiores procurando levar o espírito de celebração, e de alegria aos pacientes e seus familiares, bem como retomar um pouco o cotidiano fora da esfera hospitalar. As ações são pensadas criteriosamente dentro das limitações estabelecidas pelas condições clínicas e de tratamento dos pacientes, e contam com o auxílio de diversas pessoas do bem que sempre estão dispostas a colaborar.

Revista Bella: Como é coordenar um Projeto solidário tão bonito e importante para a comunidade? 
Melina: É uma grande responsabilidade. Além de gerir um grupo grande de voluntários, muitas vezes temos em nossas mãos os sentimentos das mães e pais, aflições compartilhadas, confiança depositada, expectativas que não podem ser decepcionadas, como no caso das meninas do Projeto Cinderela. Além disso, é necessário todo o cuidado de, ao mesmo tempo que mostramos as ações realizadas, não vitimizar os pacientes nem estampar uma imagem negativa. O que queremos mostrar são imagens eternizadas de momentos alegres e que foram proporcionados graças a esforços conjuntos de cada pessoa que contribuiu de alguma forma.

Revista Bella: Tem alguma atividade do Desenhando Sorrisos que mais te marcou? Qual e por quê?
Melina: A festa do Projeto Cinderela sem dúvida foi nossa maior empreitada. Tínhamos em nossas mãos o sonho de seis meninas, e não podíamos desapontá-las. Vê-las aquela noite dançando e se divertindo como adolescentes que são, foi muito emocionante. Mas seria injusto dizer que foi a única atividade marcante... Pequenas coisas do cotidiano do trabalho se tornam muito grandes para nós, como há alguns dias, uma mãe nos convidou para visitá-los em sua casa, porque queriam comemorar conosco a última quimioterapia do pequeno herói de três anos. Disse que fizemos toda a diferença na adesão dele ao tratamento e que ele ia muito tranquilo ao hospital porque nos encontraria lá para brincar. Essas expressões de carinho conosco são muito gratificantes, e saber que fizemos alguma diferença na vida dessas pessoas é indescritível. Aliviar, ainda que um pouquinho, toda a tensão, angústia e incerteza desse período é nosso maior objetivo. Receber esse retorno maravilhoso com abraços e sorrisos, sem dúvida é nossa maior recompensa.

 

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas
O6-6179 Avianca 15:10:00 São Paulo domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027