Diário da Manhã

Política

Minoria, oposição projeta trabalho “complicado” na Câmara

Autor: Édson Coltz
Minoria, oposição projeta trabalho “complicado” na Câmara
Fotos divulgação/Câmara de Vereadores | Foto arquivo DM

Frente a dezoito vereadores da base governista, estão três parlamentares oposicionistas. Líder do grupo garante que vai instigar o debate das matérias em tramitação na Casa

As eleições desenharam um Câmara predominantemente governista que, se tomar por base os resultados das duas sessões extraordinárias de quarta-feira (04),  dará certa tranquilidade à gestão municipal. Por outro lado, os três integrantes da ala de oposição terão de se esforçar para conseguir influenciar nas decisões do Parlamento, que tem outros 18 vereadores da base. Nessa semana, o grupo minoritário escolheu o vereador em quinto mandato, Luiz Miguel Scheis (PDT), para ser o líder da oposição. O próprio reconhece as dificuldades que poderão se apresentar, mas garante a boa vontade em instigar a discussão, também junto à sociedade, das pautas que assim demandarem.

Retornando à Casa após uma legislatura afastado, Scheis atuará na Câmara ao lado do ex-presidente, Marcio Patussi (PDT), líder do partido, e do vereador também reeleito, Claudio Luiz Rufa Soldá (PP), vice-líder da ala oposicionista. “Ser oposição de 18 e de um prefeito que fez uma grande votação é bastante complicado. Mas, a oposição hoje mudou bastante e não é ser contra, apenas por ser contra. Vamos fazer o que o vereador da oposição ou situação tem que fazer que é, sem dúvidas, fiscalizar o Executivo, cobrar do senhor prefeito o que foi colocado durante a campanha e projetos que sejam bons para Passo Fundo, essa será nossa oposição na Câmara”, projeta o legislador.

Na quarta-feira, um exemplo da força de uma base ampla se viu na Câmara durante Sessão Extraordinária em que foram analisados os vetos a 72 emendas impositivas parlamentares ao projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA 2017). Rufa e Patussi até tentaram argumentar na Tribuna e pedir a derrubada de todos os vetos, citando o trâmite que havia precedido a apresentação das propostas, entretanto, passou o acordo preestabelecido entre governo e vereadores aliados antes da sessão. Com isso, em duas votações feitas por blocos, foram salvas nove emendas apenas, o restante permaneceu vetado. “Já imaginaríamos, após o processo eleitoral, tendo em vista essa disparidade entre vereadores do governo e oposição. Agora, eu, o Luiz Miguel e Rufa não vamos, obviamente, que perder a oportunidade de estar fazendo o debate e também denunciar os assuntos que entendemos como relevantes, porque somos fiscalizadores do poder Executivo e temos essa obrigação. Claro, que o trabalho será redobrado, teremos que ter muito mais energia para acumular as funções de vereadores e membros da oposição, como participantes desse processo democrático que é o Poder Legislativo”, comentou Patussi, pouco após a Sessão.

Quanto às votações, Luiz Miguel Scheis (PDT) afirma que o grupo colocará em evidência o posicionamento da comunidade. “Se o projeto é bom, votaremos favorável. Se for complicado, iremos pedir vistas para melhor estudar e votar com tranquilidade. Queremos fazer nossa votação junto com a comunidade, discutir todos os projetos polêmicos dessa Casa”. Na segunda sessão extra de quarta-feira, inclusive, o parlamentar pediu vistas ao PL do Executivo que previa incentivos à uma empresa, ganhando, assim, um prazo de cinco dias para a análise da matéria.

Presidirá comissão

Além de líder da oposição, Scheis presidirá a Comissão permanente de Patrimônio e de Desenvolvimento Urbano e do Interior (CPDU), conforme ele, escolha que não foi unanimidade. “Eram três membros da situação e dois da oposição, mesmo assim, consegui a presidência da Comissão”. “Recebei já por surpresa uma imposição da comissão que presido que nenhum vereador da oposição poderia fazer parte da presidência. Não vamos aceitar imposição por parte do Poder Executivo, são dois poderes que iremos trabalhar harmonicamente, mas distintos”, pondera.

Em Legislaturas anteriores, ele já esteve em ambos os lados em relação ao governo, duas vezes na situação e outras duas na oposição. “Agora, queremos fazer um trabalho tranquilo com os colegas vereadores novos e antigos em prol do nosso município”, finaliza.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027