Diário da Manhã

Educação

Coordenadoria de educação anuncia novos professores

Autor: Caetano Bortolini Barreto

Contratos emergenciais visam suprir a carência de profissionais nas escolas

A 7ª Coordenadoria Regional de Educação - CRE, anunciou que começou a convocar novos profissionais, em caráter emergencial, para integrar o corpo docente dos 32 municípios atendidos pelo órgão. Desde o início do ano letivo, escolas de Passo Fundo e de todo o Estado estavam adequando a sua carga horária por conta da defasagem dos professores, com o registro de várias instituições que estavam liberando alunos das aulas que não possuíam alguém para lecionar. Em alguns casos, membros da administração das escolas e professores de outras disciplinas estavam acumulando funções, na tentativa de suprir a falta de profissionais.

A coordenadoria aguardava a liberação dos contratos temporários desde o mês de janeiro, mas dependia da aprovação pela Assembleia Legislativa. As contratações foram aprovadas pelo legislativo estadual no dia 11 de abril, quando foi votado o PL 21 2017, que autorizava em todo o Estado 900 contratos temporários para a função de Orientador Educacional, 600 para a função de Supervisor Escolar e 100 para a função de Técnico Agrícola. A Coordenadora Adjunta da 7ª CRE, Verônica Zanamdrea, informou à redação que serão chamados 78 servidores em caráter emergencial para ministrar aulas, e também outros funcionários, e que 30 desses professores atuarão em Passo Fundo. “Esse número é uma previsão inicial, por conta de professores que estão encaminhando ou já encaminharam aposentadoria, ou que estão entrando em licença-prêmio”, defendeu Verônica.

Ainda segundo a coordenadora, esses 78 profissionais não incluem baixas não previstas no efetivo. “Temos outras necessidades como, por exemplo, um professor que se exonera, que é algo que nós não tínhamos previsão, ou um professor que se afasta por motivo de saúde. Essas demandas que ocorrem no decorrer do ano, aliás a todo momento”, afirmou. Mesmo assim, espera-se que esse número ajude a abrandar o cenário crítico que as escolas enfrentam, em função do novo currículo do ensino médio, estabelecido pelo governo federal em 2016. Em todo o Rio Grande do Sul, as instituições não têm conseguido se adequar ao novo currículo, pois faltam professores para disciplinas. Zanamdrea confirma que a meta é suprir as necessidades. “Nós estamos nomeando pela maior deficiência, em áreas como história, português, ciências, biologia e artes”, mas informa que “em todas as outras áreas também estamos chamando”.

O processo de contratação dura entre 15 a 20 dias, já que os nomeados deve se apresentar e prestar uma série de exames. “A CRE remete (o pedido) a Porto Alegre, que é onde fica o setor que analisa essas informações, e que autoriza o nome a ser publicado em diário oficial, para então iniciarem o trabalho”, ressalva Verônica. A orientação da 7ª CRE é que as escolas realizem cobertura das aulas perdidas, de forma que não atrase o encerramento do ano letivo, previsto para o dia 22 de dezembro. A coordenadora garantiu que vai somar esforços à essa meta, mesmo que seja preciso nomear novos funcionários. “Na medida que tenha necessidade, a gente solicita a liberação dos contratos”, concluiu.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas
O6-6179 Avianca 15:10:00 São Paulo domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027