Diário da Manhã

Cultura

Pelos Trilhos da memória

Autor: Redação Diário da Manhã
Pelos Trilhos da memória
Foto: Aline Prestes/DM

Em busca da integração entre Institutos Históricos do sul do país, Passo Fundo recebe o I Fórum Sul-Brasileiro dos Institutos Históricos

Organizado Instituto Histórico de Passo Fundo (IHPF), com o apoio do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (IHGRGS) e o Instituto Histórico e Geográfico de Getúlio Vargas (IHGGV), acontece de hoje (18) até sábado (20) o I Fórum Sul-brasileiro dos Institutos Históricos. O evento tem como tema “Ferrovias: Território, sociedade e memória” e reúnem integrantes de Institutos Históricos, acadêmicos dos cursos de História, Geografia, Arquitetura, interessados pela temática e comunidade em geral.

Segundo o Presidente do IHPF, Fernando Miranda a proposta visa o fortalecimento das relações entre os Institutos Históricos, principalmente na produção de conhecimento. “Ao longo do século XX, os Institutos Históricos foram centros de referência na geração do discurso histórico, cujo papel, com o passar do tempo, alterou-se. Atualmente, na constante reformulação de sua identidade perante uma ‘sociedade da informação’, os Institutos são os responsáveis pela custódia de importantes fontes de pesquisa e, por tal, também mediadores na elaboração do conhecimento” afirma ele.

O encontro ímpar oferecerá conferências, mesas redondas e debates acerca das ferrovias, atentando para as suas imbricações, impactos e efeitos no território e na sociedade. “Vamos abordar temas como a memória ferroviária, a arquitetura das estações, o trabalho, as sinergias econômicas, a estratégia política, o patrimônio, entre outros” comenta Fernando.

As atividades acontecerão em três espaços culturais da cidade de Passo Fundo: no IHPF, na Academia Passo-Fundense de Letras e no Teatro Municipal todos integrantes do Espaço Cultural Roseli Doleski Pretto, localizado no centro de Passo Fundo.

As ferrovias no Rio Grande do Sul

As primeiras linhas de ferro planejadas dirigiam-se de Porto Alegre à região da fronteira sul. A partir da década de 1870, foram entregues os primeiros trechos: Porto Alegre - Novo Hamburgo (1876); Porto Alegre - Cachoeira do Sul (1883); Cachoeira do Sul - Santa Maria (1885); Santa Maria - Cacequi (1890). O trecho Santa Maria - Marcelino Ramos foi idealizado em 1889, fazendo parte da linha que ligaria Rio de Janeiro e São Paulo com o sul do País, o trecho Itararé/SP - Santa Maria/RS foi projetado pelo engenheiro Teixeira Soares.

O trecho foi concluído em 1910, no mesmo ano em que foi finalizado o trecho Montenegro - Caxias do Sul, conectando, desta forma, um dos portos de escoamento de maior significado da produção das colônias italianas. O Rio Grande do Sul vencia as distâncias.

As trocas econômicas, políticas e sociais acentuaram-se significativamente com a chegada do trem a diversas regiões, propiciando o desenvolvimento em todos os níveis. As barreiras estavam sendo rompidas. Entretanto, apesar da importância do tema, a historiografia não tem dado a devida importância para os debates sobre os impactos proporcionados pelo advento das ferrovias.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas
O6-6179 Avianca 15:10:00 São Paulo domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027