Diário da Manhã

Região

Carazinho é o segundo município do Estado com maior variação no IPM

Autor: Redação Diário da Manhã
Carazinho é o segundo município do Estado com maior variação no IPM
Foto: Divulgação

O Índice de Participação dos Municípios indica como o Estado irá  repartir  ao longo do próximo ano os 25% do ICMS arrecadado

Uma prévia do rateio do ICMS para 2018 foi divulgada pela Secretaria  Estadual da  Fazenda  na segunda-feira (19). Os índices provisórios de participação de cada município no ICMS foram apurados pela Fazenda  com base  no desempenho médio da economia local entre os anos de 2015 e 2016, o IPM Provisório (Índice de Participação dos Municípios) indica como o Estado irá repartir cerca de R$ 8,33 bilhões, ao longo do próximo ano, entre as 497 prefeituras gaúchas.

Analisando os índices apresentados e guardadas as proporções das economias de cada município, Carazinho é o segundo do estado com maior variação no Índice de Participação  dos Municípios (IPM)  128% estando abaixo apenas de Alpestre  (386%). Em 2011 o IPM foi de 0,383 passando para 0,814 em 2017 e uma estimativa de 0,878 em 2018.

O Índice de Participação de Carazinho no rateio do ICMS vem crescendo desde 2010 e é atribuído, segundo o Secretário Municipal da Fazenda e Arrecadação, Adroaldo De Carli, a participação da Logística na formação do Valor Adicionado.  De Carli explica que em 2010 o Valor Adicionado total foi de R$ 748.351.126,55 sendo que 6% ou R$ 45, 557.673,86 corresponde ao VA da Logística e R$ 702.793.452,89 das demais empresas. Devido ao fortalecimento da Logística no município o  Valor  Adicionado  correspondente a esta atividade foi aumentando  chegando em 2016 a representar 64%  do total de R$ 2.805.483.059,17.

Com o desempenho do IPM provisório a previsão de valor de retorno do ICMS  do município para 2018 é de aproximadamente  R$ 73 milhões. Graças ao incremento da Logística Carazinho, no período de 2011 a 2017 passou  da 49ª  para a 17ª posição  no valor de  retorno do ICMS entre  os   497 municípios gaúchos.

Entenda o cálculo

O Imposto sobre operações relativas a Circulação de Mercadorias ICMS é a principal fonte de receita dos municípios chegando a representar mais de 50% da receita da maioria deles no Rio Grande do Sul. A Constituição Federal determina que os Estados repassarão aos municípios 25% do ICMS arrecadado. Compete à Secretaria da Fazenda do RS apurar o índice de participação de cada município.

O rateio na arrecadação do ICMS é definido por uma série de critérios definidos em lei. O fator de maior peso é a variação média do Valor Adicionado Fiscal (VAF), que responde por 75% da composição do IPM- Índice de Participação dos Municípios. O indicador é calculado pela diferença entre as saídas (vendas) e as entradas (compras) de mercadorias e serviços sujeitos ao ICMS em todas as empresas localizadas no município. Para as empresas do Simples Nacional é feito um cálculo simplificado, que considera como valor adicionado 32% da receita bruta no âmbito do imposto estadual.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027