Diário da Manhã

Agro Diário

Leite movimenta mais de R$ 50 milhões por ano

Autor: Redação Diário da Manhã
Leite movimenta mais de R$ 50 milhões por ano
Foto: Divulgação

Atividade econômica gera renda no campo e empregos na cidade. Município conta com indústria de laticínios que consome 50% dos 40 milhões de litros produzidos anualmente

Localizado no Alto Uruguai o município de Chapada vem consolidando a sua bacia leiteira, como uma das mais fortes da região. Além de garantir renda no campo a atividade impulsiona o setor industrial e, por consequência, a geração de empregos na cidade. Quem fala sobre a importância da bacia leiteira para a economia do município, com cerca de 10 mil habitantes, é o técnico agrícola da Emater-RS, Adilson Wagner. De acordo com ele, hoje o setor conta com 537 produtores de leite, sendo a grande maioria donos de pequenas áreas de terra, que quando muito chegam nos 15 hectares. “O leite ganhou importância muito grande no campo. A atividade garante renda mensal ao trabalhador rural,” disse Wagner.

Segundo o técnico da Emater-RS, no ano passado o município produziu 40,2 milhões de litros de leite, o que representou um faturamento bruto superior a R$ 50 milhões de reais. “O dado positivo, desta movimentação de dinheiro, é que todo ele acaba girando dentro do próprio município, pois os produtores utilizam esta fonte de renda mensal para compras de vestuário, medicamentos e alimentação no comércio local,” comenta Wagner. A estimativa é que este ano a produção de leite seja igual, ou, um pouco acima da atingida em 2016. Como em outras atividades rurais a leiteira também encontra problema, na questão da sucessão. “Quando os donos de negócio atingem determinada idade e se aposentam, e não contam com sucessão familiar, a única alternativa é suspender a produção leiteira, mesmo sendo atividade lucrativa,” comenta o técnico agrícola.

O bom momento da bacia leiteira vem refletindo diretamente na cidade. Conforme Wagner, uma indústria de laticínios investiu e hoje é responsável pelo processamento industrial da metade do leite produzido em Chapada. “Além da indústria, são outras oito pequenas empresas ligadas a coleta do leite, que estão atuando no município,” completa Wagner. Também aponta o crescimento da atividade de agropecuárias, especializadas em alimentação e saúde do rebanho leiteiro, formado por mais de 8.500 animais.

Para reforçar a importância do leite, o técnico agrícola lembra que diariamente saem das propriedades rurais 105 mil litros do produto, o que representa um movimento em moeda de R$ 130 mil, todos os dias. O plantel, formada por 75% de animais da raça holandesa, tem média individual de produção de 12 litros de leite diário. A maioria das propriedades rurais produz de 50 a 150 litros de leite/dia. Grandes produtores são apenas seis, com média diária de 1.000 a 2.500 litros de leite. Em média o litro do leite é comercializado a R$ 1,10 a R$ 1.40.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027