Diário da Manhã

Agro Diário

Clima seco prejudica culturas de inverno

Autor: Sereno Azevedo
Clima seco prejudica culturas de inverno
Foto: Fernando Dias/Seapi

Lavouras de trigo são as mais afetadas. Durante o plantio sofreram por causa do excesso de umidade. Hoje o problema é a falta dela

O clima dos últimos 60 dias não tem sido nada favorável aos cereais de inverno na região. Primeiro foi o excesso de chuvas, registradas até o dia 20 de junho. Nas últimas duas semanas, o que tem tirado o sono dos produtores rurais, é a falta dela. O descompasso climático atinge, principalmente, as lavouras de trigo e cevada, culturas que dividem o maior espaço de área, neste período do ano, nos campos produtores de grãos.

O Coordenador Técnico de Validação de Pesquisas da Cotrijal, agrônomo Fernando Martins destaca alguns pontos negativos para as culturas de inverno, em função do clima adverso registrado já no momento do plantio de parte das lavouras de trigo. Segundo ele, o mês de junho é considerado o período mais propício para a formação das lavouras do cereal. “Num plantio mais antecipado como, por exemplo, no mês de maio as plantas lá em agosto/setembro, estando fase de floração e espigamento, podem sofrer por causas das geadas tardias. Já as lavouras plantadas mais tarde são suscetíveis às doenças, em função de um clima quente, também na época da floração”, explica.

O agrônomo aponta também que, uma vez havendo um clima frio continuado com geadas regulares, as plantas tendem a ficar mais resistentes caso ocorram formações de gelo no período de floração e espigamentos do trigo, diminuindo assim o risco de perdas. De acordo com Martins, mesmo o clima não sendo favorável não há como projetar situações futuras das lavouras em ternos de qualidade e quantidade de produção.

Martins destaca ainda um fator negativo acarretado pelo excesso de umidade no solo em junho, a redução de plantas por área. “Percebemos que nas linhas há uma redução do número de plantas pela má germinação, uma vez que o plantio foi executado quando o solo estava com muita umidade”, diz o agrônomo. Segundo ele, os agricultores optaram por formarem as lavouras, mesmo não estando com o solo em boas condições.

Por causa do clima, muitas lavouras acabaram ficando desuniformes, sem padrão ideal que é de 330 plantas por metro quadrado. Conforme Martins, também está sendo possível perceber o surgimento de pulgões, um inseto que ataca em períodos de falta de chuva, como o atual.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027