Diário da Manhã

Geral

Operação policial cumpre mandados em Charrua

Autor: Caetano Bortolini Barreto
Operação policial cumpre mandados em Charrua
Foto: Daniel Nunes/Rádio Tapejara

Ação das polícias civil e federal tinha como finalidade apaziguar uma disputa na comunidade indígena do Ligeiro. Mais de 70 casas e alguns veículos foram queimados na reserva

Uma ação conjunta da Polícia Federal, Brigada Militar, e Justiça Federal foi deflagrada na manhã de terça-feira (12). A operação policial tinha como finalidade apaziguar uma disputa na comunidade indígena do Ligeiro, que culminou em uma situação de hostilidade no município de Charrua. Há mais de 30 dias, dois grupos divergentes da comunidade caingangue estão em um conflito, que resultou em diversos feridos por armas de fogo, e mais de 70 casas e alguns veículos queimados.

Cerca de 400 indígenas estão alojados no Ginásio de Esportes do município, oriundos dos 1,5 mil indígenas da mesma etnia, integrantes da comunidade de Ligeiro. A prefeitura municipal de Charrua contatou os refugiados, e afirmou que estes querem voltar para a reserva, mas querem segurança, seja através da Polícia Federal, do Ministério Público, da Funai, e de todos os órgãos envolvidos, pois suas casa foram queimadas e eles não sabem para onde vão.

Segundo o Major Eriberto Branco, comandante do 3º Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar, a operação foi planejada com antecedência. “Esses problemas na aldeia estariam ocorrendo já há algum tempo, só que eles foram aumentando em proporção. Na semana passada casas foram queimadas, alguns indígenas foram baleados, e em detrimento a isso a Polícia Federal solicitou à Justiça Federal os mandados de prisão de alguns indivíduos que estariam organizando a situação, e aí a gente planejou, ainda na semana passada, a operação”. Cerca de 130 Policiais Federais e Militares cumpriram 9 mandados de prisão e diversos mandados de busca e apreensão nos municípios de Água Santa, Getúlio Vargas e em toda a Reserva do Ligeiro, assim como no Ginásio de Esportes de Charrua. Por solicitação da PF, quatro servidores do Ministério Público Federal acompanharam as diligências para evitar testemunhos discrepantes.

Branco detalhou a operação, informando que os mandados foram cumpridos em dois momentos. “Como tem 400 índios no ginásio de esportes, primeiramente foi isolado o local, para reforçar a segurança, separamos as pessoas por faixa etárias, e então a Polícia Federal, juntamente com os oficiais de Justiça, fez a identificação de todos os presentes, e prenderam alguns dos indígenas”, explicou o comandante do 3º BOE, que complementou: “Foi feita uma operação na aldeia, e primeiramente o 3º BOE entrou, com escudo e com todo nosso aparato de controle de distúrbios, e depois de pacificado o lugar a Justiça Federal chegou juntamente com os peritos, que fizeram a apuração das casas que foram queimadas. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências, à procura de possíveis armas, e foram feitas mais cinco prisões na aldeia”. Embora a ação tenha sido realizada por um grande efetivo de policiais, Eriberto  garante que tudo correu tranquilamente. “A gente levou um contingente um pouco maior para preservar a integridade física dos envolvidos”, finalizou Branco.

Na última semana, o embate entre os indígenas afetou a segurança do município de Charrua, e para manter a integridade da população, a aulas foram suspensas na última quarta-feira (4), e só foram retomadas na segunda-feira (11), após a administração municipal mandar diversos ofícios e reivindicar policiamento ostensivo no município. O 3º Batalhão de Operações Especiais, o 13º Batalhão de Brigada Militar, e o efetivo policial da região então garantiram a segurança em torno das escolas da região urbana, e as aulas então retornaram em horário normal. Os suspeitos identificados serão ouvidos, e o inquérito já está sendo executado.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
AD-5167 Azul / Trip 06:55:00 Campinas Sextas
AD-5165 Azul / Trip 07:00:00 Campinas segunda a quinta e sábado
AD-5139 Azul / Trip 12:40:00 Campinas domingos às sextas

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027