Diário da Manhã

Saúde

Consumo de sódio não deve ultrapassar limites recomendados pela OMS

Autor: Redação Diário da Manhã
Consumo de sódio não deve ultrapassar limites recomendados pela OMS
Foto: Divulgação

O sódio, principal composto presente no sal de cozinha e em outros alimentos industrializados pode causar problemas de saúde. Nutricionista indica opções de consumo para equilibrar a alimentação

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, o sal não é o maior vilão da alimentação diária, e sim, o sódio em excesso. Em níveis específicos, o principal composto do sal de cozinha torna-se essencial para saúde. O grande problema está nas quantidades exageradas presentes de maneira disfarçada nos produtos industrializados ou altamente processados.

Conforme explica a nutricionista funcional, Cynthia Ianiski, os níveis excessivamente elevados de sal nos produtos processados como bolachas salgadas e doces, embutidos (salames, presuntos, mortadelas, linguiças, etc.), produtos enlatados, empacotados e temperos artificiais são fatores de risco para o surgimento de diversas doenças. “Entre elas, crônicas não transmissíveis como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, diabetes, problemas hepáticos, renais, entre outras”, salienta.

O consumo de sal na maioria dos países tem sido muito elevado por conta da grande ingestão de produtos alimentícios industrializados, em torno entre 9 g a 12 g por dia. “A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda ingestão diária de sal para adultos de até 5 gramas/dia equivalente a 2.000 mg de sódio. Essa quantidade é perfeitamente possível se usarmos sal apenas para preparação de alimentos caseiros (verdadeiros) como arroz, feijão, carne, legumes refogados por exemplo”, salienta a nutricionista.

Porém, quando as pessoas se dirigem ao supermercado, o vasto número de opções como sal marinho moído, sal light, sal iodado, sal refinado e o “queridinho” sal rosa do Himalaia, confunde o consumidor na hora da compra. “No último congresso Internacional de Nutrição Funcional em setembro de 2017, o qual tive a oportunidade de participar, assisti uma palestra com pesquisadora e química da Universidade Federal do Rio de Janeiro que desenvolveu diversos testes com diversos tipos de sal e para nossa surpresa, ‘caiu a máscara’ do queridinho sal rosa do Himalaia, na verdade do Paquistão (região do Himalaia). Os testes mostraram que o sal rosa é contaminado com resíduos sólidos insolúveis, abrasivos e não assimiláveis pelo organismo. Segundo a pesquisadora é inadequado ao consumo humano” ressalta Cynthia.

Em um universo de variados tipos, marcas e funcionalidades, a nutricionista complementa que quanto mais puro e livre de processamento for o produto, melhor para a saúde. “Aí vem a dúvida, mas então, qual o melhor sal? Segundo a pesquisadora da UFRJ, um dos melhores é o sal de Mossoró no Rio Grande do Norte. Um produto local das regiões norte e nordeste, encontrado em qualquer mercado. É um sal natural rico em micronutrientes, não passa por processos de refinamento e sem nenhum tipo de aditivo químico. Aqui no sul não temos acesso a esse sal, então uma boa opção para nós é o sal marinho moído, aquele que parece úmido, mais grosso, que não desliza no saleiro que também não passa por um processo de refinamento e não tem adição de substâncias químicas”, finaliza a nutricionista funcional.

Receita

Receita se sal de ervas rico em nutrientes antioxidantes (necessitando de menos quantidade de sal nas preparações): 1 xícara de sal grosso; 1 colher (sopa) de alecrim; 2 colheres (sopa) de tomilho; 2 colheres (sopa) de manjericão; 2 colheres (sopa) de orégano; 1 colher (sopa) de sálvia e 1 colher (chá) de noz-moscada ralada ou páprica doce. Coloque todos os ingredientes em um moedor de pimenta ou bata tudo no liquidificador.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027