Agro Diário

Faltou chuva para o milho em janeiro

Autor: Sereno Azevedo
Faltou chuva para o milho em janeiro
Foto: Arquivo/DM

Perdas de produtividade nas lavouras estão sendo registradas

As chuvas desuniformes do mês de janeiro, quando na primeira quinzena houve uma pequena estiagem, acabaram comprometendo a produtividade do milho, pelo menos em parte das lavouras colhidas até o momento. De acordo com o técnico agrícola, Márcio Andrei Fusiger, um exemplo é o município de Chapada, onde a chuva acumulada do primeiro mês do ano foi boa, cerca de 150 milímetros, mas mal distribuída. “Nas duas semanas iniciais de 2018, os registros mostram que houve uma pequena estiagem que atingiu as plantas num momento crucial que é o de enchimento do grão na espiga do cereal,” disse o técnico.

Segundo Márcio, o grande volume de precipitações pluviométricas aconteceu mais tarde, quando a qualidade do grão já estava comprometida, fato que está interferindo diretamente nos índices de produtividade até o momento. Na região a média de chuvas ficou em 260 milímetros no mês de novembro, 96 mm em dezembro e em janeiro 150 mm, mesmo assim perdas de produtividade nas lavouras de milho colhido são registradas. “Por não serem uniforme e em períodos bem distribuídas há registros de áreas com chuvas acima da média geral e, também, aquelas com índices menores. Isto reflete agora na safra, onde temos áreas com mais produtividade e ao mesmo tempo lavouras com menos grão de milho colhido”, salienta Márcio.

O técnico explica que mesmo até lavouras formadas com potencial produtivo para acima das 200 sacas por hectare foram atingidas pela estiagem que durou de 02 a 17 de janeiro. “Em nosso município, tirando como exemplo, nas primeiras lavouras colhidas a média variou de 150 a 170 sacas por hectare. No plantio, pela tecnologia aplicada, se planejava uma colheita de 200 sacas nestas áreas prontas”, cita o técnico agrícola.

Ao mesmo tempo destaca que a tendência é que a média aumente quando as lavouras que não foram atingidas pela estiagem sejam colhidas. “Vamos ter áreas com média próxima das 200 sacas por hectare”, disse. Para Márcio, a frustração por causa do clima acaba desestimulando o produtor, pois na formação das lavouras investiu o equivalente a 100 sacas do produto por hectare.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027