Agro Diário

Bacia leiteira gera empregos na região

Autor: Sereno Azevedo
Bacia leiteira gera empregos na região
Foto: Sereno Azevedo/DM

Tecnologia e estrutura oferecidas por cooperativas contribuem para manutenção do setor

A tecnologia no processo da produção leiteira tem melhorado as condições de trabalho e os ganhos da propriedade. “A ordenha manual demanda tempo. A qualidade do leite muitas vezes ficava comprometida quando era armazenado nos tambos de metal. Hoje, o sistema automatizado e os resfriadores dão tranquilidade na hora da ordenha e segurança no ato de estocar o produto, que sai da propriedade em condições perfeitas até a indústria de laticínios”, salienta o produtor, Ari Schneider.

Proprietário de um tambo no município de Santo Antônio do Planalto, sua produção é, em média, de 600 litros de leite por dia. Há 25 anos na atividade, que conta com a mão de obra familiar, ele vê no processo evolutivo do setor leiteiro a razão da permanência no campo. “A tecnologia que chegou até nós deu um alento, pois ordenhar manualmente 60 ou mais animais era um trabalho exaustivo. Muito da tecnologia que entrou nas propriedades começou a ser difundida dentro de feiras, a exemplo da Expodireto Cotrijal”, disse Schneider.

De acordo o produtor, a bacia leiteira é um dos setores do agronegócio com força na geração de postos de trabalho. “No campo até podemos não gerar muitos empregos, mas indiretamente somos responsáveis por inúmeros deles criados na cidade. Têm os motoristas do transporte, as agropecuárias, os funcionários dos fornecedores dos insumos usados na alimentação do gado e, ainda, os médicos veterinários, agrônomos e técnicos agrícolas que prestam serviços ao produtor de leite”, comenta o agricultor.

Ele destaca também a estrutura das cooperativas que disponibilizam seus profissionais para acompanhar o setor leiteiro. Conforme Schneider, a atividade tem sido muito importante na manutenção de famílias no meio rural, pois garante uma renda mensal, a exemplo do que acontece com um trabalhador urbano assalariado. “Da propriedade que administro, juntamente com a minha esposa, conseguimos, além do sustento da família, garantir o pagamento da faculdade de duas filhas que hoje já trabalham em suas profissões”, completou.

Movimenta a economia local

O produtor de leite atribui outros fatores positivos para a bacia leiteira, como o movimento financeiro que ela promove em uma cidade. “Acredito que os cerca de 40 produtores de leite ligados à associação compram 90% de tudo que é utilizado na bacia leiteira em empresas do município. De fora vem apenas aquela tecnologia e mão de obra qualificada que ainda não dispomos no município. Os mais de 500 mil litros de leite produzidos por mês, em Santo Antônio do Planalto, representam renda e retorno de impostos para os cofres da Prefeitura. Todos ganham, os empregados nas granjas e nas empresas urbanas, os empresários e a comunidade com o retorno dos impostos”, concluiu Schneider.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027