Educação

Aumenta insatisfação com a educação no Brasil

Autor: Caetano Bortolini Barreto
Aumenta insatisfação com a educação no Brasil
Arte Divulgação/CNI

Pesquisa da CNI e Todos Pela Educação aponta que mais brasileiros acreditam que o ensino médio está despreparado para inserir seus alunos no mercado de trabalho

Aumentou a insatisfação com a educação no país, segundo a pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira - Educação Básica, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizada no ano passado em parceria com o movimento Todos Pela Educação. De acordo com os dados divulgados nessa terça-feira (03), a reprovação é mais pronunciada em relação às escolas públicas: quase um terço dos entrevistados (26%) considera o ensino no nível médio como ruim ou péssimo. Em 2013, quando levantamento semelhante foi feito, o percentual era 15%. Caiu também de 48% para 31% o percentual dos que consideram o ensino médio como ótimo ou bom. Nas escolas particulares, os entrevistados que consideravam essa etapa escolar como ótima ou boa também diminuiu de 76% para 64% no mesmo período. A avaliação negativa manteve-se em cerca de 3%.

Para Edemilson Brandão, secretário de Educação de Passo Fundo, a realidade brasileira tem criado novas exigências à educação. “O grande gargalo na educação nacional era o ensino superior, nossa pirâmide educacional era muito deformada, que na base havia uma universalização e no topo a elitização era muito grande. Os últimos governos tentaram melhorar essa relação, e hoje o gargalo maior se tornou o ensino médio. Com a universalização do ensino fundamental, aumentou muito o ingresso de alunos na educação infantil e básica, também houve o processo de inclusão de crianças com diversas necessidades especiais, mas não houve crescimento igual no ensino médio”, relatou.

Já para o coordenador da 7ª Coordenadoria Regional de Educação, Elton De Marchi, o cenário econômico do país também influi no número de vagas disponível na rede pública. “O fator econômico tem influenciado muito, pois muitos alunos têm saído das escolas particulares procurando vagas no ensino médio da rede pública, e a intenção é sempre aliviar o orçamento”, relacionou De Marchi

Segundo a pesquisa da CNI, 12% dos brasileiros acreditam que o aluno do ensino médio das escolas públicas está bem preparado para se inserir no mercado profissional e 23% dizem que está despreparado. Em 2013, 55% dos brasileiros consideravam que o aluno estava bem ou razoavelmente preparado e agora esse percentual é 42%. Brandão acredita que o quadro econômico e social brasileiro é impactado pelo ensino dos jovens. “O Brasil vai ter que dar uma resposta a curto prazo em relação ao ensino médio, pois já está mostrado por estudos realizados em vários países que não é o ensino superior o responsável por uma grande alavancagem no desenvolvimento econômico. É claro que existem áreas pontuais nas faculdades, mas o que dá a forma do impulso é o ensino médio, pois é o jovem que quer trabalhar, e já foi apresentado que o país deve investir mais nesses cursos propedêuticos focados em áreas de desenvolvimento tecnológico”, opinou o secretário de educação de Passo Fundo.

A pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira - Educação Básica foi realizada pelo Ibope Inteligência e ouviu 2 mil pessoas entre 15 e 20 de setembro do ano passado em 126 municípios.

Soluções

Entre as principais ações para melhorar o desempenho dos alunos do ensino básico público foram apontadas as seguintes iniciativas: equipar melhor as escolas, ações para estimular a participação dos pais na cobrança por uma boa escola, ações para aumentar a segurança nas escolas e para melhorar o sistema de ensino.

Também foram citadas a necessidade de aumentar o salário dos professores e elevar o número de docentes, além de ações para melhorar a formação docente. De Marchi informou que já existem planos para melhorar o quadro do ensino. “Como os ensinos médio e fundamental ainda cabem ao governo estadual, e como se tem uma rede muito grande, não se consegue absorver tudo com agilidade. A ideia é, até 2024, dividir essa atribuição em até 90% do ensino fundamental aos municípios e ensino médio com os governos de cada federação e, com isso, vai ser mais prático qualificar o professor, pagar melhor, e outros fatores”, afirmou.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027