Economia

Medidas para diminuir o custo do diesel

Autor: Matheus Moraes

BSBIOS apresentou propostas de curto, médio e longo prazo ao Ministério Minas e Energia para redução dos valores do combustível alvo das manifestações de  todo o país

O diesel pautou a greve dos caminhoneiros no último mês. Considerado muito acima do valor que a categoria deseja pagar para trabalhar, o combustível obteve uma redução de R$ 0,46 centavos desde 1o de junho. Em meio a toda mobilização da classe, que exigia uma redução maior dos valores, a BSBIOS, de Passo Fundo, encaminhou sugestões de medidas a curto, médio e longo prazo para o governo federal, por meio do Ministério de Minas e Energia. A indústria ainda aguarda uma resposta do governo federal.

Desde março deste ano, o percentual do biodiesel subiu de 8% para 10% no adicionado ao óleo diesel que é vendido ao consumidor. O aumento da mistura entrou em vigor em março do ano passado, após aprovação do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), em dezembro de 2016. Uma das sugestões da BSBIOS, de acordo com o presidente-executivo Erasmo Battistella, é de passar o biodiesel para 15% na região do Centro-Oeste brasileiro. Essa medida, no entanto, seria para curto prazo. Segundo ele, a redução, no local, seria de R$ 0,13 centavos no litro do diesel. “Lá [no Centro-Oeste] o biodiesel é mais barato que o diesel. Nós acreditamos que é uma contribuição muito importante”, afirma. Na região Sul, de acordo com ele, a redução no diesel seria de R$ 0,07, em caso de 15% de mistura.

A sugestão se restringe apenas a essa região em razão de não haver capacidade suficiente, ainda, para produção de 15% do biodiesel em todo o território nacional, explica Battistella. “Sugerimos apenas lá porque a indústria ainda não tem essa capacidade. Então passaríamos de 10% a 15% apenas no Centro-Oeste”, completa. A projeção em médio prazo, por sua vez, seria um aumento gradativo de 1% a cada ano em todo território nacional. “Começaria com 11% de mistura a partir de março de 2019, até crescer em 15% em todo o território nacional”, destaca.

A terceira e última medida - mas para longo prazo - apresentada ao Ministério Minas e Energia é de utilizar o biodiesel em 20% no Brasil, além de utilizar o produto puro em outros setores, como a agricultura. “Nas regiões Sul e no Centro-Oeste, principalmente, onde temos bomba de biodiesel puro, igual nós temos de etanol atualmente”, declara. O momento, agora, é de aguardar uma resposta do governo federal. Battistella lembra que essas medidas precisam ser implementadas pelo Ministério de Minas e Energia e pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. (ANP). “Nós levamos essas contribuições e seguimos aguardando. Acreditamos que seria um passo importante, inclusive para ajudar na solução desse grave problema que motivou a greve na última semana”, conclui o presidente-executivo da BSBIOS.

O reflexo da paralisação

A BSBIOS deixou de produzir em torno de 800 mil litros por dia de biodiesel durante o período de paralisação dos caminhoneiros, que teve fim na última quarta-feira (30). Além disso, a indústria deixou de processar 3 toneladas de soja por dia. A compra de soja foi suspensa por 10 dias em razão da paralisação. O problema ocorreu em virtude da ausência de insumos, o que prejudicou a produção de plantas industriais na cidade.

Biodiesel

De acordo com a Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio), uma das principais fontes de informação sobre biocombustíveis, o biodiesel é uma fonte de energia renovável, biodegradável e não tóxico, visto que depende da plantação de grãos oleaginosos, sebo bovino e outras matérias primas em estudo. Com uma produção em larga escala e com uso de tecnologias sustentáveis, o custo pode ser menor que dos derivados de petróleo.

Segundo o presidente-executivo da BSBIOS, o grande desafio é propagar mais informações ao consumidor sobre os biocombustíveis. “A cada dia que passa estamos usando um combustível mais limpo, produzido pela nossa região, o que gera mais emprego, resultado e PIB para a região. É importante informarmos os consumidores que é fundamental para o crescimento do mercado e para que se crie maior conhecimento”, acrescenta. Em março, o Ministério de Minas e Energia, declarou que a medida de aumentar a mistura em 10% abria espaço para “a redução das importações de óleo diesel, agrega valor na agroindústria do biodiesel, com relação direta com outras agroindústrias (grãos, oleaginosas, carnes) e induz a melhora da pauta de exportação do agronegócio (produtos processados ao invés de in natura)”.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027