Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Agro Diário

Maior financiamento e menores juros devem impulsionar produção

Autor: Matheus Moraes
Maior financiamento e menores juros devem impulsionar produção
Foto: Arquivo / DM

Anúncio feito pelo governo federal de R$ 194 bilhões de crédito para o Plano Agrícola e Pecuário 2018/19 possibilita investimentos superiores aos do ano passado para médios produtores

O anúncio da liberação de R$ 194,37 bilhões de crédito para o Plano Agrícola e Pecuário 2018/19 possibilita que os investimentos sejam maiores nas lavouras e, consequentemente, a produção seja impulsionada, além da maior arrecadação do médio produtor rural. A medida amplia o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) para R$ 2 milhões, visto que o limite anterior era de R$ 1,76 mi. As taxas de juros caíram 1,5 ponto percentual. Os recursos liberados pelo governo federal, anunciados nessa semana, começam a valer a partir de 1º de julho.

De montante, R$ 151,1 bilhões serão para custeio, dos quais R$ 118,8 bi com juros controlados a taxas fixadas pelo governo. Outros R$ 32,3 bilhões com juros livres, ou seja, negociados entre a instituição financeira e o produtor. O investimento, por sua vez, tem crédito em R$ 40 bilhões. Também serão destinados R$ 2,6 bi para o apoio à comercialização e R$ 600 mi para subvenção ao seguro rural.

Houve redução das taxas de juros de custeio para 6% ao ano destinada a médios produtores – aqueles com renda bruta anual de até R$ 2 milhões – e para 7% ao ano para os demais. De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Passo Fundo, Jair Dutra Rodrigues, o anúncio representa valorização do setor agrícola. “Estamos tendo juros mais baratos. Consequentemente, o produtor terá chance de produzir cada vez mais”, destaca. Ele ressalta, ainda, a questão da redução na taxa de juros de custeio. “É interessante esse ponto, porque o produtor poderá fazer financiamentos maiores que do ano passado, com mais recurso para se investir na lavoura, desde que realmente haja esse investimento”, completa.

Mais crédito para o produtor significa avançar em tecnologia e resultados na lavoura. Na região do Norte do Estado, onde Passo Fundo é ponto de referência no setor agrícola, 60% dos produtores procuram crédito rural em bancos para realizar o plantio, de acordo com o Sindicato Rural da cidade. O restante planta por conta ou adquire insumos e fertilizantes diretamente de cooperativas ou de cerealistas. “Quanto mais investimento, mais irá conseguir colher e impulsionar sua lucratividade na lavoura e no cuidado ao plantio”, declara o presidente Jair Rodrigues.

As taxas para os financiamentos de investimento ficaram entre 5,25% e 7,5% ao ano. Parte dos recursos captados em letras de crédito do agronegócio será destinada ao financiamento complementar de custeio e de comercialização com juros de até 8,5% ao ano. Uma das novidades do plano é a integração da psicultura nos financiamentos de custeio com juros de 7% ao ano.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027