Economia

Inadimplência cresce 10,87% em Carazinho

Autor: Redação Diário da Manhã
Inadimplência cresce 10,87% em Carazinho
Foto: Rodolfo Sgorla da Silva/ DM

Indicador se refere à variação de abril para maio de 2018. A cidade tem hoje 19.400 registros no SPC . Embora preocupantes, os indicadores deste ano são menores do que o registrado em 2017

Isadora Stentzler


Levantamento feito pela CDL/SPC de Carazinho indica que após um período de redução do número de inadimplentes a cidade apresentou um aumento do número de devedores em 10,87%. O indicador se refere aos meses de abril e maio de 2018 em comparado com o mesmo período de 2017.

Se a análise levar em conta os cinco primeiros meses de 2018, comparado com o mesmo período de o ano passado, ainda existe um recuo de 5,18%, ou seja, mesmo que nos últimos meses o número de inadimplentes tenha aumentado, o percentual ainda é inferior ao de 2017.

Atualmente, existem cerca de 19.400 registros no SPC de Carazinho e, entre CPF's e CNPJ's, cerca de 10.600 negativados, sendo que mensalmente os registros com mais de 5 anos são excluídos automaticamente do sistema.

Mesmo que o número de inadimplentes tenha diminuído em 5,18% se a comparação acontecer com os cinco primeiros meses de 2017, o aumento de devedores nos meses de abril e maio de 2018 reflete as dificuldades que as famílias estão encontrando para equilibrar seu orçamento e fazer frente aos diversos compromissos que possuem.

Segundo pesquisa nacional do SPC Brasil, a região Sul do Brasil contabiliza mais de 8 milhões de inadimplentes, com alguma pendência financeira. “Mensalmente, se observa um grande esforço dos brasileiros em tentar quitar suas dívidas, mesmo que sua capacidade de pagamento esteja reduzida. A situação política e econômica do país precisa ser solucionada rapidamente, pois a retomada do crescimento da nossa economia, o que aumentaria emprego e renda, é urgente. Não podemos mais conviver com crises que forçam pessoas a escolherem que débitos pagarão”, afirma o presidente da CDL Carazinho Evandro Zanolla.

Dados da inadimplência

Faixa etária: a maior parte dos inadimplentes está entre os 30 e 39 anos, com 24,70%. Em seguida aparece a faixa etária de 40 a 49 anos com 22,97%.

Valor da dívida: 11,52% dos consumidores inadimplentes têm dividas superiores a R$ 500,00; 22,15% dos cidadãos têm dívidas de até R$ 50,00; 24,70% dívidas de até R$ 100,00; 29,35% dívidas de até 250,00; e 12,28% possuem dívidas de até R$ 500,00.

Comportamento da inadimplência nos cinco primeiros meses

O diretor executivo da CDL, Wanderlei Conte, explica que a variação de inadimplência mês a mês é um tanto instável e depende muito da maneira que cada lojista administra a sua carteira de devedores, podendo registrar no primeiro dia de atraso ou esperar.

Mas, de modo geral, a inadimplência registrada em Carazinho nos primeiros cinco meses do ano indica que o índice de janeiro de 2018 era 4% a menos do que os registros de janeiro de 2017. Fevereiro de 2018 tinha números 20% maiores do que fevereiro de 2017. Já março deste ano tinha um total devedores 25% menor do que no mesmo mês de 2017. Em abril deste ano, a inadimplência era 13% menor do que no quarto mês do ano passado. Em maio, o índice foi 21% a mais do que em maio de 2017.

Indicadores de geração de emprego

Os indicadores de demissões e contratações do Cadastro Geral de Empregados e Desempegados (Caged) do Ministério do Trabalho mostram que no período de janeiro de 2017 a janeiro de 2018 houve um acumulado de 303 demissões a mais do que o saldo de contratações.

Já de fevereiro de 2017 a fevereiro de 2018 o indicador é de 219 vagas a menos. Já de março do ano passado para março deste ano o saldo, embora menor, permanecia negativo em 85 postos de trabalho e quando pareados abril de 2017 com abril de 2018 se verifica uma diferença de 135 demissões a mais do que o número de contrações.

Quando analisados somente os primeiros meses de 2018, o Caged indica que em janeiro o saldo de demissões foi maior em 5 vagas do que a quantidade contratações, mas a partir de fevereiro os saldos passaram a ser positivos, em fevereiro de 50 vagas, em março de 171 vagas e em abril de 32. Os dados referentes a maio devem ser divulgados pelo Ministério do Trabalho provavelmente na próxima semana.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027