Saúde

Especialista chama atenção para o uso do protetor solar no inverno

Autor: Redação Diário da Manhã
Especialista chama atenção para o uso do protetor solar no inverno
Foto: Anderson Favero/DM

Deixado de lado por muitas pessoas na época mais fria do ano, o produto é indispensável em qualquer estação

Anderson Favero
[email protected]

Mesmo antes do início do inverno, com os termômetros beirando as temperaturas negativas, grande parte da cidade de Carazinho amanheceu coberta pela neblina nos últimos dias. Tanto no perímetro urbano quanto nas áreas do interior, o Sol tem aparecido pouco. E essa baixa frequência de luz faz com que muitas pessoas deixem de lado o uso do protetor solar. Decisão errada, já que a incidência dos raios UVA e UVB (raios ultravioletas), que têm relação direta com diversos problemas de pele, continuam sendo emitidas, a exemplo do que ocorre nos dias mais ensolarados.

É o que explica o farmacêutico Mauro Mazzutti. “Normalmente as pessoas não fazem o uso do protetor solar justamente por achar que os raios UVA e UVB não ocorrem no inverno, quando, na realidade, temos apenas uma pequena diminuição dos raios UVB nessa temporada, aquele que causa queimadura na pele (vermelhidão). No entanto, os raios UVA, que penetram mais profundamente, em locais onde as novas células são formadas e podem originar um câncer, tem a mesma incidência o ano todo”.

Outro fator de risco para o desenvolvimento de patologias associadas aos malefícios dos raios ultravioletas, segundo Mazzuti, é a predominância de pessoas com pele mais clara na região. “Temos em nossa região muitas pessoas com pele tipo 1 e tipo 2, com descendência europeia. Essas, em especial, precisam se proteger da incidência desses raios em qualquer estação do ano, mas o alerta é para todos”.

Nesse contexto, no inverno, a recomendação do profissional é para que as pessoas reforcem o uso do protetor em áreas mais expostas como orelhas, nuca, a parte de cima das mãos, colo e pescoço. Vale ressaltar que além do câncer de pele, a exposição ao sol em excesso e sem proteção, pode acelerar os processos de envelhecimento dos tecidos, o surgimento de manchas escuras, rugas e flacidez. Soma-se a isso, o fato do Brasil ser recordista mundial em casos de câncer de pele.

A escolha do protetor

O mesmo protetor solar usado no verão serve para o inverno. Mazzutti explica que “hoje em dia, a tecnologia melhorou bastante e já é possível adquirir cremes de tratamento para hidratação e flacidez da pele já com o protetor solar”.

Protetor não causa oleosidade

Outra questão que pode estar associada ao baixo uso do protetor solar no inverno, é a sensação de pele oleosa e melada que o produto pode causar no rosto. A reclamação recorrente entre algumas pessoas, segundo o farmacêutico, pode ser explicada pela aplicação errada do produto. “Há pessoas que usam no rosto o protetor solar que é elaborado para o corpo. Este, por sua vez, tem mais óleo aplicado na composição justamente para ser melhor espalhado no corpo. Então, se aplicado no rosto, haverá essa sensação desagradável”, finaliza.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027