Agro Diário

Caso da ponte da Ricci pode parar no MP

Autor: Matheus Moraes
Caso da ponte da Ricci pode parar no MP
Foto: Matheus Moraes / DM

Vereador Rufa (PP) sinaliza pedido de acompanhamento do órgão estadual sobre obra que está parada há quase dois anos e impede o acesso do bairro ao Loteamento Santa Maria II

A reconstrução da ponte da Vila Ricci, na Rua Camilo Ribeiro, que interliga o bairro ao Loteamento Santa Maria II, segue na promessa. O tema foi discutido de maneira ríspida na sessão da Câmara de Vereadores na última segunda-feira (2). O retorno das obras esbarra na aprovação da Caixa Econômica Federal sobre o aditivo financeiro para continuação da reconstrução. A situação está em Brasília há 30 dias e nenhuma medida efetiva foi tomada ainda. A ponte, por sua vez, está interditada há dois anos e interrompe a passagem da comunidade da região.

Tamanha demora no processo fez com que o vereador Cláudio Rufa Soldá (PP) sinalizasse o encaminhamento de um ofício ao Ministério Público Estadual para acompanhamento da situação. “Faz mais de dois anos que a ponte está parada para as obras. A obra parou porque a empreiteira não estava com dinheiro. Nós vamos nos organizar e fazer um documento. É uma vergonha aquela ponte estar daquele jeito. As pessoas acabam passando em ‘pinguela’”, afirma.

Segundo o parlamentar, existe uma pressão popular para que o acesso seja restabelecido o quanto antes, visto que existe demora quanto ao retorno das obras. “As pessoas nos ligam, cobram da gente. Na tribuna falaram que somos demagogos. Mas somos obrigados a mostrar. É uma situação chata. Nós vamos fazer esse documento e levar ao MP. Não tem outra solução”, pontua. O parlamentar deve se reunir com outros vereadores da oposição para levantar o assunto para o órgão estadual. O custo total da obra – reconstrução da ponte e reformulação da rua - é de R$ 500 mil.

Secretaria de Obras aguarda definição em Brasília

Questionado se as obras retornam ainda neste ano, o secretário de Obras do município, João Antônio Bordin, afirma que acredita que sim. “Não deve ficar para o ano que vem. Acreditamos que será retomada neste segundo semestre”, declara. Segundo ele, o setor se mantém em contato para verificar a situação, mas aguarda a análise da Caixa Econômica Federal. “O aditivo ainda não foi recebido, não voltou de Brasília. Só falta isso. Basta ele voltar para retornar às obras”, acrescenta. Em abril deste ano, em entrevista ao Diário da Manhã, o secretário declarou que a aprovação demoraria entre 30 e 60 dias.

O problema

A ponte que existia no local foi danificada em outubro de 2016, quando um caminhou tentou cruzar a estrutura de madeira existente. A partir disso, ela foi interditada. Houve abertura de um processo licitatório para que as obras, então, iniciassem após a contratação de uma empresa. As obras iniciaram, mas o projeto não teve andamento em razão de problemas técnicos. A empresa que venceu a licitação notou que a base da rua não permitiria uma estrutura firme quando fossem colocados os painéis das galerias. Foi preciso, portanto, iniciar uma obra mais extensa ao lado das ruas para fazer o embasamento, o que alterou totalmente o orçamento. A partir disso, foi solicitado o aditivo financeiro que está sob aprovação da Caixa.

O que compreende a obra

O contrato compreende que a Rua Camilo Ribeiro, na Vila Ricci, receberá obras de drenagem pluvial (canalização e bocas de lobo), pavimentação asfáltica, acessibilidade com passeio público, meio-fio e sinalização (horizontal e vertical). O investimento provém de recursos próprios da Prefeitura de Passo Fundo e do PAC 2 – Pavimentação Pró-Transporte, do Governo Federal, repassados por intermédio da Caixa Econômica Federal.

O Diário da Manhã acompanha a situação desde 2016

08/11/2016: Ponte interditada causa transtornos


Passagem da Vila Ricci para o Loteamento Santa Maria II está prejudicada. Prefeitura promete melhorias no local

09/05/2017: Entrave atrasa construção de nova ponte

Com licitação publicada há quase três meses, obras da Vila Ricci ainda não iniciaram por erros de projeto, de acordo com empresa contratada. Secretaria de Obras afirma que empresa responsável já foi notificada pelo atraso

24/11/2017: Cronograma atrasado nas obras da ponte da Vila Ricci

Sem acesso há um ano e dois meses, nova ponte sobre o Rio Santo Antônio está com obras paralisadas. Empresa responsável pela construção deve ser notificada novamente pela Secretaria de Obras

05/04/2018: Obras em ponte na Vila Ricci seguem paradas

Construção da estrutura de ligação do bairro com o loteamento Santa Maria II foi descontinuada há meses e obriga moradores a trafegarem em uma estrutura improvisada

24/04/2018: Obras em ponte devem ser retomadas

Construção na Vila Ricci segue paralisada. Contudo, expectativa é pelo retorno das atividades em até 60 dias

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027