Plantão

Geral

“Levaram nossas conquistas”, lamenta diretora de escola

Alvo de furto na madrugada de segunda-feira (12), Escola Municipal Cohab Secchi (CAIC) foi arrombada pela quarta vez em menos de um mês e preocupa diretores pela onda de vandalismo

A manhã começou com surpresa na Escola Municipal de Ensino Fundamental Cohab Secchi (CAIC), na Rua Dalila Mello, às margens da ERS 324. Pela quarta vez em menos de 30 dias, a instituição foi alvo da ação de ladrões, que furtaram equipamentos e materiais das crianças no calar da madrugada. O furto ocorreu na madrugada de segunda-feira (12) e seus vestígios foram comprovados pelos professores, que encontraram o educandário com vidros quebrados e janelas arrombadas na manhã de ontem.

O cenário se repete mais uma vez neste ano. Desde que as aulas retornaram, em 14 de fevereiro, foram quatro manhãs semelhantes para a direção da escola. Desta vez, ocorreu o furto de um ar condicionado, materiais escolas – bolas, massa de modelar, entre outros objetos -, além de atos de vandalismo do patrimônio público. A onda de furtos é uma surpresa para a escola, visto que nos últimos oito anos apenas um caso de furto havia sido registrado. Todos os quatro furtos foram registrados em boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e na 1a Delegacia de Polícia Civil.

Segundo a direção da escola, não há pistas de quantas pessoas possam ter cometido os atos. A instituição possui sistema de vigilância, no entanto, os sensores estão restritos a alguns ambientes, de acordo com a diretora Daniela Patussi. “Infelizmente, não temos como saber quem cometeu esses furtos. Essa sucessão nos preocupa. É sempre da mesma maneira: quebram os vidros, arrombam os trincos das janelas e entram. Só ficam dentro das salas, que aí levam tudo que tem dentro de interesse deles. A empresa de vigilância disse tomar providências, esperamos que isso diminua”, afirma Daniela.

Há oito anos na direção da escola, ela garante que nunca havia passado por uma situação dessa. O que mais indigna a direção é que equipamentos adquiridos com muita dificuldade, como ar condicionados, são retirados do uso das crianças. “Eles detonaram os armários de lata, entortaram portas. Levaram massinha de modelar, tinta. Da outra vez foi a televisão da biblioteca, já levaram DVD, duas caixas grandes de som. Estamos muito preocupados, nunca passei por isso nesses oito anos. É muito para tão pouco tempo. Todas essas conquistas para as crianças, que conseguimos durante muito tempo, estamos perdendo por causa disso. É para as crianças, não para a gente”, lamenta a diretora Daniela. O único caso de furto que havia sido registrado anteriormente faz cerca de três anos, quando um botijão de gás foi levado do educandário. Apesar do fato, as aulas prosseguiram normalmente na instituição, que tem aulas durante a manhã e a tarde, com mais de 500 alunos e cerca de 50 professores. Em razão da falta de alguns materiais, a Secretaria Municipal de Educação providenciou alguns itens para o funcionamento normal das aulas.

“É utopia contratar vigilantes para cada escola”, afirma secretário de Educação
Diante de mais um caso de furto na Escola Cohab Secchi, o secretário municipal de Educação, Edemilson Brandão, declarou que é praticamente impossível contar com um vigilante noturno armado na instituição, como solicitado pela diretoria da escola. Segundo ele, o custo é altíssimo e o retorno não seria o esperado. “Não tem como ter um vigilante para cada escola. Pagar tudo que é pedido se equivale ao pagamento de todas as escolas municipais. O custo é alto”, pontua.

Brandão exemplifica, ainda, a ausência de vigilantes noturnos armados em bancos, os quais são alvos de diversos assaltos no Rio Grande do Sul desde o ano passado. “Se bancos, que arrecadam um monte, não conseguem manter, imagina se o Município vai ter condições de arcar com isso em 150 estabelecimentos municipais. É utópico”, afirma. O secretário reitera, ainda, que todas as instituições públicas do Município contam com sistema de alarme monitorado 24h para garantir a segurança dos bens. Segundo ele, diferente do que foi relatado pela escola, o sistema de alarme funciona em todos os ambientes do local. “Havendo furto assim, se o alarme é disparado e a empresa não vai, eles são responsáveis pelos bens furtados. Nós temos as câmeras que podem comprovar. As empresas são obrigadas a pagar, devolver, porque tem esse contrato de cobertura. O alarme funciona em todos os ambientes da escola, desde cozinha, banheiro, até as salas de aula”, completa.

O secretário afirma, ainda, que o debate deve ser ampliado e que a situação precisa ser compreendida. “É uma discussão maior. É preciso ter mais políticas públicas sobre a segurança do Estado. As escolas precisam de mais segurança pública. Se colocar um vigilante armado funcionasse, todos colocariam. É um assunto que precisa ser ampliado. Nos interessa entender o que está acontecendo. Me parece mais uma relação de ex-alunos com vandalismo do que uma relação de criminalidade comum. Até porque não houveram grandes roubos, a não ser o ar condicionado. A gente tem que começar a fazer uma reflexão mais profunda, desde a segurança da cidade, até entender porque uma escola está sendo alvo de vandalismo em uma comunidade que não deveria haver esse tipo de comportamento”, indaga.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027