Deputado Osmar Terra destina emenda ao Hospital Municipal de Passo Fundo

Recurso de R$ 450 mil será destinado a custeio geral da instituição

Foto: Isadora Vilanova | Diário

Compartilhe

O Deputado Federal Osmar Terra (MDB), anunciou nesta segunda-feira (19), a destinação de uma emenda parlamentar ao Hospital Municipal de Passo Fundo. Ex-ministro da Cidadania no governo do Presidente Jair Bolsonaro, o deputado gaúcho se reuniu com lideranças locais e representantes dos hospitais Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Passo Fundo.

Conforme o presidente do Hospital Municipal, Roger Teixeira Borges, o recurso de R$ 450 mil foi confirmado através de ofício e vai permitir uma melhor oferta de serviço a comunidade. “Recebemos a confirmação do recurso que chega para fortalecer a instituição, permitindo um serviço de qualidade a população. Sabemos a importância do hospital dentro do cenário da saúde”, afirmou o presidente.

Acompanharam a visita e coordenaram a conversa o vice-prefeito João Pedro Nunes, a vereadora Janaina Portella (MDB) e o presidente da CDL Sérgio Giacomini.

O objetivo do encontro foi debater os impactos da pandemia no comércio, a necessidade de investimentos na saúde e a retomada da economia.

“O orçamento da saúde precisa ser incrementado. Nunca se repassou tanto recurso do governo federal aos estados e municípios como agora”, destacou.

Com posição contrária as medidas de distanciamento social e o fechamento do comércio, o Deputado não apoia a forma como o governo gaúcho coordenou a pandemia “As medidas que foram tomadas pelo governo do estado não teve resultado nenhum, não salvaram vidas, mas quebraram muitas empresas, gerando um desemprego em grande escala”, afirmou.

Osmar Terra votou favorável a nova Lei de Diretrizes Orçamentárias, que inclui o aumento do Fundo Eleitoral de R$ 2 milhões para R$ 5,7 milhões. Questionado sobre o posicionamento, ele explicou que o voto para a lei em destaque aconteceu por ser um voto simbólico, por manobra da mesa, mas que não apoia o aumento

“Ninguém votou para aumentar o fundo partidário. São dezenas de artigos colocados em pauta na Lei de Diretrizes Orçamentárias. Quando se tem uma lei que nem todos concordam, ela é destacada e encaminhada para a votação nominal, que na ocasião não teve. O próximo passo é o veto do presidente e quando retornar para votação nominal, eu vou votar não. Não aprovo em meio um pandemia esse valor para fundo partidário”, afirmou.

Além do recurso destinado ao Hospital Municipal, o deputado já havia destinado R$ 1 milhão em emendas para o Hospital de Clinicas e R$ 1 milhão para o Hospital São Vicente São Vicente.

LEIA TAMBÉM



Leia grátis nossos
cadernos digitais



Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®