Número de divórcios em Carazinho é três vezes maior que o de casamentos

Dados se referem ao primeiro semestre de 2021. Foram 84 casamentos e 254 divórcios. Número de nascimentos diminuiu e o de óbitos cresceu durante o período

Foto: Gabriel Loss | Diário

Compartilhe

Dados do Ofício de Registro Civil das Pessoas Naturais em Carazinho revelam que no primeiro semestre de 2021 o número de divórcios que foram registrados é três vezes maior que o de casamentos. Muito embora a quantidade de matrimônios oficializados com registro esteja prejudicado desde o inicio da pandemia, que afetou as possibilidades de  comemorações, e por consequência  impacta os casais quando da escolha de datas para o enlace, os registros de janeiro a junho de 2021 apontam que foram 84 casamentos. Já o número de divórcios é de 254.

O Registro destaca no entanto, que o número de casamentos no ano passado sofreu impacto devido à pandemia da Covid-19, sendo suspensos durante um período (abril) e retomados posteriormente com restrições de público, o que  implica na base comparativa. Embora ainda pequenos em números gerais, o volume de casamentos registrados neste ano é 17% maior do que primeiro semestre de 2020, sendo 84 neste ano enquanto na comparação entre os meses de  janeiro a junho de 2020 tinha sido 69. Por sua vez o número de divórcios apresentou   um aumento de 20,8%  no mesmo período , sendo de 254 no ano de 2021 e 201 no primeiro semestre de 2020.

Casamentos no primeiro semestre

ANO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
2020 24 19 9 0 14 3
2021 15 15 17 4 16 17

Divórcios no primeiro semestre

ANO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
2020 26 32 34 30 29 50
2021 38 31 53 41 35 56

Também a pedido do Diário. a oficial substituta, Rayra Mendes, apurou dados sobre nascimentos e óbitos registrados no Ofício, no entanto, não é possível verificar se os óbitos e nascimentos ocorreram todos em Carazinho. Os dados no Oficio local indicam que em 2021 de janeiro a junho nasceram menos crianças do que no mesmo período do ano passado, foram 443 neste ano frente a 463 nascimentos em 2020. Se por um lado o número nascimentos diminuiu, por outro a quantidade de óbitos foi maior sendo 273 em  2020 e 503 em 2021, um aumento de (45,7%).

Óbitos no primeiro semestre

ANO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
2020 44 43 49 46 48 43
2021 68 59 97 72 85 122

Nascimentos no primeiro semestre

ANO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
2020 89 68 68 87 77 74
2021 65 80 84 71 76 67

LEIA TAMBÉM



Leia grátis nossos
cadernos digitais



Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®