O que fez do Tiradentes o melhor colégio estadual do RS

Unidade de Passo Fundo completa uma década de funcionamento no ano em que figura na primeira colocação no principal indicador de qualidade educacional do país

Fotos: Vinicius Coimbra/Diário

Compartilhe

“Atenção, pelotão. Sentido!”, grita uma aluna do Colégio Tiradentes da Brigada Militar. O pelotão responde. Ela continua. “Entrego a função de comandante do 2º Pelotão da 2ª Companhia ao aluno Alan Gustavo Weiler Gayger”. O aluno recebe o comando. Assim, ele passa a ser o comandante de um pelotão composto por alunos da instituição pelos dias seguintes. O diálogo faz parte de uma formatura do colégio feita na Rua Bento Menezes, na Vila Rodrigues, em uma segunda-feira de outubro de 2018.

A cerimônia é acompanhada pelos mais de 200 alunos, todos uniformizados. Eles marcham, cantam o hino e participam da formatura, que conta com a presença da direção, professores e pais e que acontece a cada 15 dias. Essa é uma parte da rotina do Colégio Tiradentes de Passo Fundo, um dos sete da BM no Estado.

IDEB

Neste ano, o colégio conquistou a primeira colocação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017 no Rio Grande do Sul, publicado em setembro pelo Ministério da Educação (MEC). O índice é o principal indicador de qualidade educacional no Brasil, representado em uma escala de 0 a 10. Ele combina informações de desempenho em exames padronizados (Prova Brasil ou Saeb), obtidos pelos estudantes ao final das etapas de ensino (4ª e 8ª séries do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio), trazendo informações sobre rendimento escolar (aprovação).

O CT de Passo Fundo teve nota de 6,6. A média do país foi de 3,5 no mesmo levantamento, enquanto a meta era de 4,8. A unidade de Passo Fundo existe há 10 anos. A primeira foi criada em Porto Alegre na década de 1980. Santa Maria, Santo Ângelo, Ijuí, São Gabriel e Pelotas também têm unidades. O Tiradentes é um colégio público estadual que oferece ensino médio e o ingresso de alunos é feito mediante processo seletivo aberto anualmente, que prevê exames intelectual, médico e teste físico.

Funcionamento do colégio

As aulas ocorrem em dois turnos. Além disso, há as atividades extracurriculares, como esportivas: futebol, voleibol, basquetebol, handebol, natação, esgrima, equitação, judô e atletismo; e culturais como: teatro, xadrez, inglês conversação, língua japonesa, inclusão digital, educação ambiental, educação para o trânsito seguro e socorrismo e prevenção.

As aulas começam às 7h15, horário em que todos os alunos devem estar em forma após o toque do clarim. Antes das aulas, o “comandante” dos pelotões – ou seja, de cada turma – apuram as faltas, anotam quem chega atrasado, cuidam da apresentação pessoal de cada aluno. Quem não estiver dentro do padrão exigido, responderá por isso em um setor específico. Ao meio-dia, todos são liberados para o almoço, que pode ser feito na instituição ou fora. Às 13h15 ocorre outra formatura, com o mesmo procedimento feito no início do dia.

Às 17h10, o alunos entram em forma novamente, são dados recados e todos são liberados. No entanto, a limpeza é de responsabilidade deles. Há uma funcionária responsável pela limpeza “mais pesada”, mas os estudantes ajudam a varrer a sala, tirar o lixo, em escalas definidas.

Vídeo

Reportagem especial: Tiradentes Passo Fundo

O que fez do Tiradentes de Passo Fundo o melhor colégio estadual do RS?Acompanhe nossa reportagem em vídeoReportagem: Vinicius Coimbra/Diário – Edição: Alexandro Wiroski/Diário

Publicado por Diário da Manhã Passo Fundo em Sexta, 16 de novembro de 2018

Leias as outras partes da reportagem especial:

“Aqui, falta de respeito não existe”, diz professora do Tiradentes

Tiradentes: Alunos buscam disciplina, responsabilidade e formação intelectual superior

Ideia de que ensino e rotina militar não combinam é errada, afirma diretor do Tiradentes

Leia grátis o jornal digital

Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®