Saiba como cada deputado gaúcho votou no PL que aumenta os recursos destinados ao Fundo Eleitoral

Caso seja sancionado pelo Presidente Jair Bolsonaro, o Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões passará para R$ 5,7 bilhões

Foto: Divulgação | Câmara dos Deputados

Compartilhe

O Congresso Nacional aprovou na quinta-feira (15), o texto da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para 2022, que determina as metas e prioridades para os gastos do governo no próximo ano.

Entre os dispositivos incluídos pelo relator do projeto, Deputado Juscelino Filho (DEM-MA), está o aumento do fundo eleitoral para as eleições de 2020, de cerca de R$ 2 bilhões, para R$ 5,3 bilhões.

Os recursos do fundo eleitoral são públicos e divididos entre os partidos políticas para financiar as campanhas eleitorais.

O projeto foi aprovado no senado por 40 votos a 33 e na Câmara dos Deputados, por 278 votos favoráveis a 145 votos contrários e segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Veja como cada deputado gaúcho votou:

Rio Grande do Sul (RS)
Afonso Motta PDT Não
Alceu Moreira MDB Sim
Bibo Nunes PSL Sim
Bohn Gass PT Não
Carlos Gomes Republican Sim
Covatti Filho PP Sim
Daniel Trzeciak PSDB Sim
Fernanda Melchionna PSOL Não
Giovani Cherini PL Sim
Giovani Feltes MDB Sim
Heitor Schuch PSB Não
Jerônimo Goergen PP Sim
Liziane Bayer PSB Sim
Lucas Redecker PSDB Sim
Marcel van Hattem Novo Não
Marcelo Brum PSL Sim
Marcon PT Não
Maria do Rosário PT Não
Maurício Dziedricki PTB Sim
Nereu Crispim PSL Sim
Osmar Terra MDB Sim
Paulo Pimenta PT Não
Paulo Vicente Caleffi PSD Sim
Pompeo de Mattos PDT Não
Sanderson PSL Sim
Total Rio Grande do Sul: 25
*Com informações Câmara dos Deputados 

LEIA TAMBÉM



Leia grátis nossos
cadernos digitais



Comentários
Diário da Manhã

Diário da Manhã - Todos os direitos reservados. All rights reserved ®